Policial que matou jovem nos EUA diz que confundiu arma de fogo com taser

Com a morte de Daunte Wright, tensão na região metropolitana de Minneapolis aumenta


0

A policial que matou Daunte Wright, um jovem manifestante negro, nos subúrbios de Minneapolis (Estados Unidos), afirmou nesta segunda-feira (12) que efetuou o disparo fatal acreditando que a pistola era um aparelho elétrico não letal conhecido como taser — e não uma arma de fogo .

“A policial sacou sua pistola no lugar do taser”, disse Tim Gannon, comandante da polícia da cidade de Brooklyn Center em uma coletiva de imprensa. “Foi um tiro acidental que resultou na trágica morte”.

Fonte: G1


DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui