Por segurança, famílias rejeitam cemitério do Jardim do Cedro, em Lajeado

Associação gestora de cemitérios católicos estuda vender o espaço e, em contrapartida, ampliar o do Hidráulica.


0
Foto: Jonas de Siqueira

O presidente dos Cemitérios Católicos de Lajeado, Vital Rezner, falou sobre a preparação dos cemitérios para o feriado de Finados, em 2 de novembro. Ele disse que os locais são organizados para receber o público na tradicional data. Conforme Rezner, não foi passado nenhum protocolo específico para os cemitérios em função da pandemia, mas medidas de higiene e proteção são indicadas.


ouça a entrevista

 


São três os cemitérios católicos em Lajeado. Eles ficam nos bairros Florestal, Hidráulica e Jardim do Cedro. Rezner diz que no Jardim do Cedro, há resistência da população em enterrar seus entes neste ambiente. A motivação é questão de segurança.

Por isso, a associação gestora dos cemitérios católicos busca alternativas. Uma das ideias é vender o do Jardim do Cedro e ampliar aquele instalado no Hidráulica. Para isto, a entidade negocia a aquisição de áreas com moradores das vizinhanças. Este processo deve transcorrer ao longo do ano de 2021. Se concretizado, a ideia é construir mais gavetas.

Rezner nota que a procura pelos cemitérios está diminuindo. Segundo ele, as famílias dizem que os jovens atualmente não desejam mais ser enterrados em cemitérios. Em vez disso, tem optado mais pela cremação.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui