Posse de Joe Biden tem esquema de segurança sem precedentes

Biden se torna o 46º presidente dos EUA ao fazer o juramento após sua vice, Kamala Harris, na Fachada Oeste do Capitólio.


0
Foto: Brendan Smialowski / AFP

A presidência de Joe Biden começa oficialmente nesta quarta-feira (20), após ele fazer seu juramento, ao meio-dia (14 horas em Brasília). Mas esta será apenas uma parte da longa cerimônia, bastante diferente das anteriores. Biden inicia o dia indo a uma missa na Catedral de São Mateus, o padroeiro das autoridades. Católico praticante, o presidente eleito convidou os líderes do Congresso, e terá a companhia da presidente da Câmara dos Representantes, a democrata Nancy Pelosi, do líder democrata no Senado, Chuck Schumer, e dos líderes republicanos de ambas as casas, Kevin McCarthy (Câmara) e Mitch McConnell (Senado). Sem uma grande multidão, devido à pandemia de coronavírus, e sem seu antecessor, Donald Trump, que continua não lidando muito bem com a derrota eleitoral e viaja logo cedo para a Flórida, Biden se torna o 46º presidente dos EUA ao fazer o juramento após sua vice, Kamala Harris, na Fachada Oeste do Capitólio. A solenidade tem início às 11h (13h em Brasília). Fonte: G1

Especialistas dizem que não há vacinas nem para metade dos profissionais de saúde do país

Especialistas calculam que não há, neste momento, vacina suficiente nem para metade dos profissionais de saúde no Brasil. A vacinação começou pelo grupo mais exposto ao vírus. Mas tem uma conta que não fecha. O Brasil tem seis milhões de doses da CoronaVac importadas pelo estado de São Paulo, que já estão sendo distribuídas e aplicadas pelo país. Só que a Rede de Pesquisa Solidária, que reúne mais de cem pesquisadores brasileiros, estima que o Brasil tenha, ao menos, cinco milhões de trabalhadores da saúde. Como a aplicação vacinação é em duas doses, seriam necessárias dez milhões de doses apenas para esses profissionais. Fonte: G1

Fiocruz diz que vacina de Oxford contra a Covid-19 só será entregue em março

Sem matéria-prima, a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) enviou um ofício ao Ministério Público Federal (MPF) informando que a entrega da vacina de Oxford contra a Covid-19 vai atrasar de fevereiro para março. Segundo o órgão, os insumos vindos da China ainda não têm data para chegar ao Brasil. Fonte: G1

Diretor do Butantan pede que Bolsonaro tenha ‘dignidade’ para defender a CoronaVac e negociar com a China

Nesta terça (19), o diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, pediu que o presidente Jair Bolsonaro tenha ‘dignidade’ para defender a vacina CoronaVac e negociar com a China . A importação de matéria-prima para produzir novas doses do imunizante contra a Covid-19 — o único sendo aplicado até o momento na população brasileira— está emperrada no país asiático. O atraso no recebimento de insumos pode paralisar a vacinação no país. Fonte: G1

Sete morrem por falta de oxigênio em Coari, diz prefeitura

Após a morte de sete pacientes por falta de oxigênio, o Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) estipulou prazo de 48 horas para o governo estadual liberar o envio de 155 cilindros de oxigênio para o município de Coari, distante 450 km de Manaus. Segundo a prefeitura, o município deveria ter recebido 40 cilindros de oxigênio na segunda-feira (18), mas a aeronave que levaria os tanques acabou viajando para Tefé (AM) e ficou impossibilitada de retornar, pois o aeroporto não aceita voos noturnos. No Pará, 7 pessoas da mesma família morreram sem oxigênio. As vítimas estavam internadas com sintomas da doença em Faro, que fica na divisa com o Amazonas. Fonte: G1

Cotrijal cancela realização da Expodireto 2021

O conselho e a diretoria da Cotrijal anunciaram na noite desta terça-feira o cancelamento da Expodireto 2021, que seria realizada de modo híbridro (presencial e virtual), entre os dias 1º e 5 de março, em Não-Me-Toque. De acordo com o presidente da Cotrijal, Nei Manica, quando a feira foi anunciada, no último trimestre de 2020, os números da pandemia de Covid-19 estavam em um outro patamar, mas se asseveraram neste mês de janeiro o que levou a entidade a optar pela suspensão do evento e sua transferência para o período de 7 a 11 de março de 2022. A feira também contaria, pela primeira vez, com a presença do presidente da República, Jair Bolsonaro, que recebeu o contive das mãos do presidente Manica, no começo de janeiro. Fonte: Correio do Povo

Werner e Gisela Schinke são os primeiros a receberem a vacina em Estrela

Gisela Schinke (91) foi a primeira moradora de Estrela a receber a vacina contra a covid-19. Possivelmente, a enfermeira aposentada tenha sido a primeira na região, já que instantes depois do correu a primeira vacinação em Lajeado por volta das 7 horas da noite a enfermeira Liliane Steffens, juntamente com a enfermeira Leandra Baldissarelli, fizeram a aplicação da CoronaVac. Instantes depois, seu marido e médico Werner Schinke (93). Ambos ressaltaram a importância de seguir os cuidados, e seguir com os equipamentos de proteção mesmo com este marco importante. JC

Produção e apresentação: Júlio César Lenhard
Próxima edição: hoje, ao meio-dia

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui