Prédio Central da Polícia Civil irá abrigar as cinco delegacias de Lajeado

Projeto já está em execução e a expectativa é para que seja contemplado no programa Avançar na Segurança do Governo do RS. Terreno do local foi cedido pela prefeitura


0
Atualmente os órgãos da Polícia Civil de Lajeado estão situados em diferentes endereços (Foto: Gabriela Hautrive)

Pensando em unir as cinco delegacias de polícia de Lajeado em um único prédio, será construída uma Central da Polícia Civil, em local com cinco pavimentos, além de um auditório com capacidade para 120 pessoas para realização de eventos e organização de operações. O terreno onde funcionará o espaço foi cedido pela prefeitura e está situado na esquina das ruas Coelho Neto e Fábio Brito de Azambuja, no Bairro São Cristóvão, com 2.640 metros², onde antigamente havia uma praça municipal.

Na terça-feira (7) desta semana, o Governador do Estado e delegado de polícia, Ranolfo Vieira Júnior, visitou o local junto com o ex-governador, Eduardo Leite, e prefeito de Lajeado, Marcelo Caumo, e demais autoridades. Conforme a delegada regional da Polícia Civil do Vale do Taquari, Shana Luft Hartz, a nova construção vai reunir a Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA); Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam); Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco), Delegacia de Polícia (DP) de Lajeado e Delegacia Regional. Além disso, terá espaço para instalação da criação de uma futura segunda DP do município.


OUÇA A REPORTAGEM


Segundo a delegada regional, o projeto é uma nova ideia dentro da polícia civil de centralização dos órgãos policiais que envolve uma série de fatores. “Se reúne todos os órgãos existentes do município em um local só para se criar uma referência na cidade da Polícia Civil, se criar uma referência entre os outros órgãos, se ter uma questão de otimização de custos, de energia, de funcionalismo, de rede elétrica e de rede lógica”, completa. Detalhes de quando a construção começa e o valor que será investido ainda não foram repassados, pois o próximo passo do projeto é a contemplação no programa estadual Avançar na Segurança Pública.

Delegada regional da Polícia Civil do Vale do Taquari, Shana Luft Hartz (Foto: Gabriela Hautrive)

A delegada resume o empreendimento como a realização de um sonho e agradece o apoio da Prefeitura de Lajeado. “A construção iniciou com o município de Lajeado, eles nos abraçaram essa ideia, tanto o prefeito, senhor Marcelo Caumo, como Secretário de Segurança Pública, Paulo Locatelli, todo o pessoal está muito engajado na realização desse projeto. Eles foram sensíveis ao clamor, pois a estrutura física é ruim para o atendimento externo e também o público interno, quem trabalha em um prédio ruim com instalações inadequadas”, pondera.

Além disso, no local onde atualmente está situada a delegacia regional, na Rua João Batista de Melo, em época enchente o prédio é atingido pela elevação das águas do Rio Taquari. “De tempo em tempo temos que sair correndo, tem que tirar todas as viaturas, têm que fazer toda uma modificação de atendimento do público policial, então sensível a isso, a prefeitura não só nos doou um terreno, como também através de uma lei municipal fez todo o projeto do prédio, então há uma parceria muito grande entre o poder executivo e a Polícia Civil, se não isso não estaria acontecendo”, ressalta.

Local onde está situada a delegacia regional, no Centro de Lajeado, muitas vezes é atingido pela enchente (Foto: Gabriela Hautrive)

Doação do terreno e realização do projeto

O terreno para a construção da Central de Polícia foi doado pela Prefeitura de Lajeado para o Estado do Rio Grande do Sul, em 18 de março de 2022, através da Lei Municipal nº 11.335/22. A prefeitura ainda auxiliou com a confecção do projeto arquitetônico da obra, além de custear todos os projetos auxiliares necessários para sua realização. Em entrevista para Rádio Independente no dia 25 de fevereiro, o prefeito Marcelo Caumo falou sobre a apresentação do projeto ao Governo do Estado

Texto: Gabriela Hautrive
reportagem@independente.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui