Prefeito de Colinas lamenta prejuízos com o turismo em período de Páscoa em função da pandemia

Município tem 2,5 mil habitantes, e chega a receber até 45 mil visitantes nesta época


0
Prefeito de Colinas, Sandro Ranieri Herrmann (Foto: Arquivo / Rádio do Vale)

Com o evento de Páscoa cancelado pelo segundo ano consecutivo devido à pandemia, o município de Colinas decidiu, então, organizar uma decoração especial alusiva à data. Diferente dos outros anos, em que parques, praças e diversos espaços públicos eram decorados, neste ano os coelhos serão colocados apenas nas bicicletas dispostas pelas calçadas da cidade, como forma de despertar o espírito da Páscoa entre os moradores.

A confecção e colocação dos coelhos é realizada por meio de um trabalho conjunto de voluntárias e oficineiras do Centro de Referência de Assistência Social (Cras), e conta ainda com a ajuda das monitoras, serventes e servidoras da Educação.

“A Páscoa é um momento de a gente fazer a reflexão do que realmente significa a páscoa, ainda mais no momento em que estamos passando”, ressalta o prefeito Sandro Herrmann. “O pouco da ornamentação de Páscoa que colocamos é realmente para fazer uma alusão ao que representa a Páscoa, ao renascimento, e a toda uma relação e uma confiança de que este momento vai passar”, explica.


ouça a entrevista

 


 

O gestor municipal reconhece os impactos que a impossibilidade da decoração traz em matéria de turismo. “Infelizmente, todos nós sabemos o que aconteceu e o que está acontecendo”, lamenta. A cidade chega a receber até 45 mil pessoas para visitarem a ornamentação de Páscoa. “O município de Colinas tem 2,5 mil habitantes, então imagina o que impacta isso e as possibilidades de negócios”, destaca Herrmann.

“O prejuízo é muito grande para os investidores e empreendedores. A gente sente muito isso. Mas o que podemos fazer? É acreditar que poderemos passar por isso o mais rápido possível e que, no futuro, a gente vai conseguir recuperar o mais rápido possível”, reconhece.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui