Prefeito e secretário ressaltam a importância de Lajeado ter poder de investimento com recursos próprios

Lajeado teve superávit de R$ 80 milhões em 2021, e com essa economia, fará grandes investimentos em educação, saúde, obras, infraestrutura e assistência social em 2022


0

O prefeito de Lajeado, Marcelo Caumo, e o secretário da Fazenda, Guilherme Cé, falaram sobre as finanças do município em entrevista no Troca de Ideias desta sexta-feira (18). O superávit de 2021, que ficou em R$ 80 milhões, terá 88% do valor (R$ 70,9 milhões) aplicado em ações e projetos de educação, saúde, obras e infraestrutura e assistência social em 2022.

Caumo ressaltou que uma das grandes preocupações quando iniciou sua gestão foi que Lajeado retomasse a capacidade de investimento. Conforme ele, antes de 2017, o município tinha pouca margem de manobra financeira. Hoje a realidade é outra: além dos investimentos, há margem de folga para demandas emergenciais e imprevistas.

Para o prefeito, esse equilíbrio de contas é importante e manda um recado positivo para quem quer investir em Lajeado. “Na nossa realidade tem valido a pena, e os últimos anos demonstram isso”, assegura. Caumo lembra que, além dos investimentos, haverá redução da carga tributária municipal com a extinção da Taxa de Licença e Localização a partir de 2023. Serão mais de 9 mil empresas e autônomos beneficiados, com uma redução de cerca de R$ 5 milhões em tributos por ano.

LEIA TAMBÉM: Lajeado anuncia maior investimento da história do município para 2022 com R$ 70,9 milhões de recursos próprios

O secretário da Fazenda lembra que os dois últimos anos foram atípicos em função da pandemia de coronavírus, com 2020 marcado por envio de recursos federais para estados e municípios e 2021 com aumento de receitas com impostos e inflação em alta. Esse fato aumenta a receita artificialmente, pois pressiona custos e despesas.

Guilherme Cé destaca os aspectos positivos de o município investir com recursos próprios. O recurso externo via financiamento tem um custo que o município terá que pagar ao longo dos anos, com juros. Agora, se conseguir enxugar o orçamento, elencar prioridades e fazer sobrar, é possível retomar a capacidade de investimentos sem custos futuros. Dessa forma, ressalta o secretário, o Executivo tem mais facilidade para planejar grandes projetos e executar de modo mais ágil.

Guilherme Cé destaca que superávit possibilita planejar e executar grandes projetos (Foto: Tiago Silva)

Os investimentos projetados para 2022

Marcelo Caumo destaca cerca de R$ 30 milhões em obras na área da educação, na construção e ampliação das Escolas Municipais de Ensino Fundamental (Emefs). Está nos planos da Prefeitura de Lajeado uma nova Emef para 800 alunos.

Além disso, a administração quer garantir mais tempo para que os professores possam planejar as aulas, de modo a qualificá-las. Para isso, deve ocorrer a contração de mais profissionais para a rede municipal.

Nos primeiros anos, houve investimentos maiores na Educação Infantil, e no segundo mandato, a Gestão Caumo quer dar um olhar especial ao Ensino Fundamental.

Confira aqui a apresentação de investimentos completa da Prefeitura de Lajeado.


DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui