Prefeito sugere melhor ponto para instalação de pedágio entre Arroio do Meio e Encantado

Danilo Bruxel critica ideia do Governo do Estado, que dividiria os dois municípios. Político também reforça pedido por um cronograma detalhado e duplicação de trechos críticos da ERS-130


0
Foto: Tiago Silva

O prefeito de Arroio do Meio, Danilo Bruxel (PP), compartilhou suas preocupações em relação ao projeto de concessão de rodovias anunciado pelo Governo do Estado. Em entrevista ao Troca de Ideias nesta quarta-feira (23), ele manifestou apreensão principalmente em relação à falta de um cronograma de obras detalhado e também à posição em que será instalada uma praça de pedágio na ERS-130. “Essa questão da nova concessão já vem nos preocupando desde que nós assumimos a administração”, afirma.


ouça a entrevista

 


“Sabemos que a nova empresa vai ficar por 30 anos, podendo ser renovados por mais 30”, lembra o prefeito, ao ressaltar a necessidade de que os municípios tenham acesso a um cronograma de obras detalhado antes de a concessão ser sacramentada. Assim, poderão analisar, discutir e sugerir alterações. Bruxel destaca que “não podemos esperar mais 5 ou 10 anos para termos uma duplicação”. “Hoje já estamos atrasados”, afirma ele, sobre o considerado trecho mais crítico da ERS-130 entre Lajeado e Arroio do Meio. “Nós temos esse gargalo entre Arroio do Meio e Lajeado. Precisa urgentemente acontecer uma duplicação. Não tem outra maneira de resolver isso”, analisa.

“O pedágio também está nos preocupando”, confessa o chefe do Executivo de Arroio do Meio. “Vinha sendo falado que iria ser colocado entre Lajeado e Arroio do Meio. É totalmente inviável, iria trancar toda a ERS”, afirma. Porém, Bruxel diz que as lideranças locais foram surpreendidos, na semana passada, quando o Governo do Estado apontou a intenção de instalar o pedágio no km 83, posição que fica entre Arroio do Meio e Encantado. “Iríamos dividir o nosso munício”, critica. “Não consigo imaginar isso acontecendo”, observa.

O político diz que uma praça de pedágio é inevitável, pelo modelo de concessão. Por isso, explica que “nós estamos sugerindo que fosse na divisa entre Encantado e Arroio do Meio”. O município fez a sugestão ao secretário extraordinário de parcerias, Leonardo Busatto, que deve se reunir com lideranças locais nesta quinta-feira para ampliar as discussões sobre o projeto de concessão. Segundo Bruxel, na área em que ele sugere “teria um espaço que poderia ser colocada a praça” sem prejudicar tanto a comunidade.

Texto: Tiago Silva
web@independente.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui