Prefeitura de Estrela emite nota sobre possível municipalização das escolas 20 de Maio e Moinhos

O governo estrelense justifica a possibilidade devido a dados do IBGE que aponta que Estrela tem 7,5% da população em nível de pobreza, e o Bairro Moinhos está entre os mais afetados pela vulnerabilidade


0
Foto: Ilustrativa

Diante da possibilidade das Escolas Estaduais de Ensino Fundamental (EEEF) 20 de Maio e Moinhos serem municipalizadas, a Prefeitura de Estrela emitiu uma nota no fim da manhã desta terça-feira (28). O governo estrelense justifica a possibilidade devido a dados do IBGE que aponta que Estrela tem 7,5% da população em nível de pobreza, e o Bairro Moinhos está entre os mais afetados pela vulnerabilidade.

A prefeitura também informa que no mês de junho de 2022 encaminhou ofício ao Governo do Estado solicitando a cedência da infraestrutura nas escolas 20 de Maio e Moinhos.

Veja abaixo algumas das justificativas e melhorias com a municipalização:

• Levando em conta dados do Ministério da Cidadania e Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em que Estrela tem 7,5% da população em nível de pobreza e o Bairro Moinhos, está entre os mais afetados pela vulnerabilidade;

• Dentro deste olhar, o Governo de Estrela pretende possibilitar novas vivências para os estudantes e ampliar a atenção na rede de atendimento municipal;

• É de interesse do Governo do Estado e do Governo de Estrela a permanência do Recursos Humanos de ambas escolas, pelo período de até cinco anos para manutenção do vínculo com a comunidade escolar;

• Implantar turno inverso para os 1º e 2º anos do Ensino Fundamental, como nas demais escolas da Rede Municipal;

• Implantar transporte escolar para as escolas bem como para eventos e palestras;

• Oferecer merenda escolar de qualidade produzida pela Cozinha e Padaria Central do Município;

• Oferecer material e uniforme escolar aos alunos;

• Oferecer laboratório de aprendizagem para alunos com dificuldades;

• Disponibilizar monitores de educação inclusiva conforme a necessidade;

Com diálogo e transparência vamos retomar o protagonismo na educação na Nossa Estrela.

• Implantar turno inverso para os 1º e 2º anos do Ensino Fundamental, como nas demais escolas da Rede Municipal;

Texto: Caroline Silva
jornalismo@independente.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui