Prefeitura de Lajeado e Conselho Municipal de Política Cultural iniciam cadastramento de agentes e espaços culturais

O interessado deve preencher um formulário online disponível no site da prefeitura.


0
Foto: Reprodução

A Prefeitura de Lajeado, por meio da Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer (Secel), e o Conselho Municipal de Política Cultural de Lajeado iniciaram na terça-feira (30), o cadastramento para agentes e espaços culturais do município como forma de agilizar o repasse de recursos da Lei Aldir Blanc, sancionada em 29 de junho. A expectativa é de que Lajeado receba R$ 589 mil.

A Lei Aldir Blanc, como é denominada a lei 1.075/2020 em homenagem ao artista que morreu este ano de Covid-19, destinará ao todo R$ 3 bilhões para os trabalhadores do setor, subsídios mensais para manutenção dos espaços culturais e outros instrumentos como editais, chamadas públicas e prêmios durante a pandemia de coronavírus.

Podem se cadastrar agentes culturais dos setoriais da cultura, espaços artísticos e culturais (confira mais abaixo), organizações da sociedade civil, empresas culturais, organizações culturais comunitárias, cooperativas, instituições culturais comunitárias, com ou sem fins lucrativos, espaços de apresentação musical, escolas de música, artes, dança, entre outros.

Para o titular da Secel, Carlos Reckziegel, o auxílio será muito importante para manter a cultura local. “Todos os setores foram muito afetados em razão da pandemia, e entre eles está o setor cultural. Esta lei é uma grande vitória para todos pois garantirá que os profissionais da área possam ter este apoio, amenizando um pouco do impacto neste setor. Importante ressaltar que o setor cultural movimenta muito a nossa economia, empregando muitos profissionais”, explica Reckziegel.

Para efetuar o cadastro, o interessado deve preencher o formulário online, que está disponível no site da prefeitura (clique aqui para acessar) Os agentes culturais que não tiverem acesso ao formulário de forma digital podem contatar a Secel por meio do telefone 3982-1003. AI/RC

Confira os setoriais:

  • Artes Cênicas: circo, dança, fantoches e bonecos, mágica, marionete, mímica, teatro, ópera e congeneres
  • Artes Plásticas, Arte Visual e Audiovisual: artes gráficas, artes de intervenção urbana, cinema, fotografia, TV e rádio (imagens e fotos narradas, documentários, curtas, longas e outros)
  • Artesanato: cerâmica, escultura, gravura, mosaico, pintura e afins
  • Corais
  • Empresas, Produtores, Empreendedores, Agentes e Trabalhadores da Cultura
  • Etnias e Folclore: (Afro-brasileira, Alemã, Haitiana, Indígena, Italiana, Quilombolas, Polonesa e outras)
  • Literatura, Biblioteca e Escritores: livros, gibis, periódicos, revistas, informativos de caráter cultural, pesquisas e derivados
  • Música, Músicos, Bandas e Orquestras
  • Patrimônio Histórico, Cultural e Natural (bens materiais e imateriais)
  • Tradicionalismo Gaúcho

Confira os espaços culturais:

  • Teatros independentes
  • Escolas de música, de artes e estúdios, de capoeira, companhia e escolas de dança de capoeira
  • Centros de tradição regionais
  • Centros artísticos e culturais afrodescendentes
  • Comunidade quilombolas
  • Teatro de rua e demais expressões artísticas e culturais realizadas em espaços públicos
  • Livrarias, editoras e sebos
  • Empresas de diversões e produção de espetáculos
  • Estúdios de fotografia
  • Produtora de cinemas e audiovisual
  • Ateliê de pintura, moda, design e artesanato
  • Feiras de arte e de artesanato
  • Espaços de apresentação musical

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui