Prefeitura de Lajeado inaugura Centro de Referência Vestir&Ser para doações de roupa e oficinas de costura

Novo espaço é destinado a receber, selecionar e customizar as peças de vestuário doadas pela comunidade


0
Foto: Maiara Rôvea / Divulgação

Após um período de organização, o Centro de Referência Vestir&Ser, setor de responsabilidade da Secretaria do Desenvolvimento Social de Lajeado (antiga Secretaria do Trabalho, Habitação e Assistência Social), abriu as portas nesta quinta-feira (15). O novo espaço é destinado a receber, selecionar e customizar as peças de vestuário doadas pela comunidade para que sejam depois destinadas às famílias em situação de vulnerabilidade social. 

O Centro de Referência Vestir&Ser começou a ser preparado pela assistência social do município em 2020, logo após a enchente histórica que atingiu o município em julho, quando milhares de peças de roupas e calçados foram doados pela comunidade regional às famílias que perderam seus pertences na cheia. A partir de então, foi iniciada a seleção das peças de roupa em boas condições e que poderiam ser repassadas a quem necessitasse. Após a seleção, foi feita a lavagem e a organização de todas as peças em gavetas e prateleiras. O espaço será mais um equipamento da Política Pública de Assistência Social e terá como objetivo acolher e atender pessoas que necessitem adquirir roupas, calçados e acessórios para seu uso próprio e para sua família. Além disso, irá oferecer cursos de costura e customização às pessoas atendidas nos Centros Referência de Assistência Social (CRAS) de Lajeado.

Segundo a coordenadora do CRAS Espaço da Cidadania, Fátima Luciane Machado, cerca de 95% das roupas e calçados que estarão disponíveis para retirada são oriundos das doações feitas durante a enchente. “O espaço foi desenvolvido com todo carinho e cuidado para a população em vulnerabilidade social. Nós lavamos e separamos todas as peças, e descartamos apenas roupas sem reais condições de uso”, explicou Fátima.

A titular da Secretaria, Céci Maria Rodrigues Gerlach, explica que o Centro de Referência terá um sistema de funcionamento aprimorado e qualificado. “Ofereceremos um atendimento em que o recebimento, a seleção e a escolha do que se quer dar ou receber passará pelo critério da solidariedade mas também pela responsabilidade de todos os envolvidos. A cultura do doar tem um outro lado. Queremos praticar o bom sentimento de solidariedade para com o outro, mas muitas vezes  apenas nos desfazermos do que não mais nos serve sem nos darmos sobre a real necessidade e possibilidade de uso. Por isso, queremos com este espaço também ajudar a construir esta mentalidade de que a doação não é daquilo que não nos serve, mas daquilo que poderá ser útil e estar bom para uso de quem precisa”, falou Céci.

Para organizar o ambiente foram feitos gaveteiros com etiquetas que indicam as peças disponíveis, prateleiras organizadas com roupas femininas, masculinas e infantis e um ambiente para recepção. Além disso, um espelho e um banheiro estão disponíveis para quem quiser provar as roupas, auxiliando na escolha das peças.

A primeira pessoa a utilizar o novo espaço foi Ana Letícia de Souza, moradora da Vila dos Papeleiros, que foi até o Centro de Referência recém inaugurado. “Eu vim à procura de roupas para minha filha e para o meu neto, e me surpreendeu porque as roupas estão todas boas e inteiras. O lugar também superou minhas expectativas, porque é bem amplo e organizado. Estão todos de parabéns”, falou Ana Letícia. 

O prefeito Marcelo Caumo e a vice-prefeita, Gláucia Schumacher, estiveram presentes na inauguração do local e elogiaram o trabalho feito pela Assistência Social em conjunto com a comunidade. “É uma emoção muito grande conhecer este local e poder entregar este espaço à comunidade. É uma forma de agradecer a todas as pessoas que, mesmo em um momento tão difícil como a enchente, esteve presente e auxiliou em todas as necessidades”, disse Caumo. 

Como funcionará: 

Endereço: Rua Borges de Medeiros, 550 – Bairro Centro

Horário de funcionamento: 

– Segunda a quinta-feira: das 8h às 11h30 e das 13h30 às 16h45

– Sexta-feira: das 8h às 14h (sem fechar ao meio-dia)

O que está disponível (tanto para doar quanto para receber): roupas (masculinas, femininas e infantis), calçados, meias, cobertores, roupas de cama, brinquedos e acessórios

O atendimento terá horários específicos:

  • Recebimento de doações por parte da comunidade: apenas nas sextas-feiras, das 8h às 14h. As peças a serem doadas serão selecionadas de modo que apenas aquelas em boas condições fiquem no local. Não serão aceitas peças ou materiais estragados e sem condições de uso.
  • Retirada de peças por parte de famílias em situação de vulnerabilidade social: apenas nas quartas-feiras, das 8h às 11h30. Para ter direito a receber peças, as famílias interessadas deverão buscar por um primeiro atendimento no CRAS para receber um comprovante que dá direito ao recebimento.
  • Segundas, terças e quintas-feiras ficarão reservadas para oficinas de costura e customização oferecidas às famílias acompanhadas nos serviços da assistência social. Além disso, durante a semana também será feita a organização e lavagem das peças. AI/VM

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui