Prefeitura do Rio libera 10% de público no Maracanã para a partida do Flamengo na Libertadores

Confira as informações do programa Correspondente Independente do meio-dia


0

A Prefeitura do Rio liberou a presença de 10% da capacidade total de público no Maracanã no jogo do Flamengo contra o Olímpia do Paraguai pela Libertadores da América no dia 18 de agosto. A decisão veio após troca de farpas na internet entre o prefeito Eduardo Paes e o vice-presidente Jurídico do clube, Rodrigo Dunshee de Abrantes. A liberação para o público vai se dar em um percentual menor que o pedido pelo clube da Gávea. “A solicitação do Flamengo era 30% de público e teste de antígeno com 72 horas. A gente não considera isso adequado nesse momento. Estamos mantendo as mesmas regras que foram feitas para a Libertadores, mas ressaltando que é importante que os erros cometidos na Libertadores não se repitam, disse o secretário municipal de Saúde, Daniel Soranz. G1

RS libera a realização da Feira do Mel, Rosca e Nata de Ivoti

Com protocolos de restrições e cuidados para garantir a segurança de todos, foi aprovada pela Secretaria Estadual da Saúde do RS, através do Gabinete de Crise de enfrentamento da pandemia Covid-19, a realização da 14ª Feira do Mel, Rosca e Nata, de Ivoti. O evento deve ocorrer mediante integral cumprimento dos protocolos obrigatórios e das medidas segmentadas do Distanciamento Controlado no combate e prevenção da Covid-19. Realizado no Núcleo de Casas Enxaimel, principal ponto turístico da cidade, a feira oferece aos seus visitantes uma grande variedade de produtos, dos mais diferentes segmentos, tendo como produtos de relevância o mel, a rosca e a nata, que se destacam pelo sabor agradável dessa combinação e por ser um alimento comum das famílias de imigração alemã. Correio do Povo

Israel lança campanha da terceira dose anticovid para maiores de 60

Enquanto muitos países ocidentais ainda se esforçam para aplicar o esquema completo de vacinação anticovid-19 à sua população, Israel entra em um terreno desconhecido, ao começar a administrar, a partir desta sexta-feira(30), uma terceira dose em pessoas com mais de 60 anos. Para promover a campanha, o presidente Isaac Herzog, 60, e sua mulher, Michal, receberam a terceira dose do imunizante da Pfizer/BioNTech. O ex-primeiro-ministro também foi vacinado com a terceira dose. “Começamos a campanha de reforço da vacinação, para que a vida possa voltar ao normal o mais rápido possível”, declarou o presidente Herzog, após ser vacinado. Correio do Povo

Bolsonaro diz que vai manter auxílio emergencial se pandemia continuar

O presidente Jair Bolsonaro afirmou que, se a pandemia da Covid-19 permanecer no Brasil, o governo federal planeja manter o auxílio emergencial para a população. “A gente espera que, com a vacina e com a questão da pandemia sendo dissipada, não seja mais preciso isso (auxílio emergencial) mas, se porventura continuar, nós manteremos o auxílio emergencial”, declarou o presidente, sem dar maiores detalhes, em entrevista, na manhã desta sexta-feira (30). Correio do Povo

China enfrenta pior surto da doença desde o aparecimento do coronavírus em Wuhan

Um surto de Covid-19 com origem na cidade de Nanjing espalhou-se para outras cinco províncias da China e chegou a Pequim. A mídia estatal chinesa classificou o episódio como o mais amplo contágio desde o ocorrido a partir da cidade de Wuhan, no início da pandemia, no fim de 2019. Quase 200 pessoas foram infectadas desde que o vírus foi identificado no movimentado aeroporto de Nanjing no dia 20 de julho. Todos os voos oriundos da cidade estão suspensos até o dia 11 de agosto, de acordo com a imprensa estatal. G1


DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui