“Preferi ficar no que eu mais gostava e não me arrependo”, afirma Vânia Halmenschlager

Ela desistiu do curso de Educação Física para atuar como motorista de ônibus


0
Motorista Vânia Halmenschlager (Foto: Maria Eduarda Ferrari)

Na próxima segunda-feira (25) é comemorado o Dia do Motorista e no quadro Sem Preconceito desta sexta-feira (22) Vânia Halmenschlager, que dirige ônibus há mais de 15 anos, conta um pouco sobre sua rotina de trabalho.

Quando Vânia iniciou na profissão, em Venâncio Aires, ela era a única motorista mulher na empresa. Atualmente, trabalhando em Lajeado, ela conta que já são seis mulheres atuando na área.

Vânia começou a dirigir ônibus por incentivo de um ex-chefe e de seu pai, que na época trabalhava como motorista da Prefeitura de Venâncio Aires. Ela chegou a cursar Educação Física, mas optou por trabalhar no trânsito: “preferi ficar no que eu mais gostava e não me arrependo”.

A motorista destaca que “o transito não é fácil”, mas percebe que as mulheres são mais cautelosas e cometem menos infrações. De acordo com Vânia, a visão que se tem dirigindo um ônibus é melhor do que em um carro, pois é mais ampla, ocasionando uma melhor visibilidade dos demais veículos e dos pedestres: “Eu prefiro estar dentro do ônibus do que no meu carro”.

Atualmente, Vânia trafega pelos bairros Conventos, Jardim do Cedro, Centro, Moinhos D’água e São Bento e, no futuro, a motorista gostaria de dirigir em linhas intermunicipais, mas não pretende fazer trajetos longos por conta da família.

Vânia ressalta que ama sua profissão e consegue criar uma certa ligação com os passageiros, pois costumam ser os mesmos dentro dos horários em que ela atua. Além disso, ela afirma que recebe vários elogios de outras mulheres, o que é muito gratificante.

Texto: Fernanda Kochhann
web@independente.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui