Presidente do México espera concluir vacinação contra covid-19 em outubro

Andrés Manuel López Obrador anunciou, nesta terça-feira, uma expansão dos pontos de vacinação no país


0
Presidente do México espera concluir vacinação contra covid-19 em outubro (Foto: Henry Romero/Reuters)

O presidente do México, Andrés Manuel López Obrador, anunciou nesta terça-feira uma expansão dos pontos de vacinação no país para concluir a imunização de toda a população no próximo mês de outubro. “Queremos terminar a vacinação até o mês de outubro, muito antes do início do Inverno. Esse é o plano geral”, disse López Obrador na sua coletiva de imprensa matinal no Palácio Nacional ao lado de várias autoridades de saúde.

O presidente mexicano destacou que mais brigadas estão sendo formadas e mais centros de vacinação serão criados para poder cumprir este objetivo de terminar todas as vacinações em outubro. De acordo com o plano de vacinação do governo apresentado em dezembro do ano passado, que é modificado de acordo com a chegada das doses, a conclusão da imunização estava inicialmente prevista para março de 2022.

Com 126 milhões de habitantes, o México administrou 23.301.884 vacinas de diferentes laboratórios, e um total de 10.652.500 pessoas já foram imunizadas com duas doses. Recentemente, o programa de vacinação inclui adultos com mais de 60 anos, adultos entre 50 e 59 anos, mulheres grávidas, pessoal médico e parte do pessoal educativo.

Nesse sentido, López Obrador disse que em maio terminará a vacinação dos professores para permitir o regresso às salas de aula, fechadas desde março de 2020, e em julho começará a vacinação de pessoas entre os 40 e 49 anos. “Felizmente, as coisas estão correndo bem. Ainda não podemos cantar vitória, mas já é muito claro que o número de infecções está diminuindo e o mais importante: o número de mortes”, comentou o presidente mexicano.

O México registrou ontem à noite 52 novas mortes e 822 infecções, elevando para 220.489 o total de mortes e 2.382.745 o total de casos confirmados desde o início da pandemia. Com estes números, o país é o quarto no mundo com mais mortes, atrás de Estados Unidos, Brasil e Índia, e o 15º em termos de número de infecções, de acordo com a Universidade Johns Hopkins.

Na coletiva de imprensa, o ministro das Relações Exteriores mexicano, Marcelo Ebrard, responsável pela aquisição de vacinas, afirmou que durante o mês de junho o país receberá 34 milhões de novas vacinas, o mesmo número de doses recebidas nos últimos seis meses. O México está aplicando doses de vacinas da Pfizer, AstraZeneca, Sputnik V, CanSino e Sinovac.

Fonte: UOL

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui