Presídio feminino de Lajeado deverá ter ateliê e padaria

Secretário de Segurança do município destaca importância da ressocialização.


0
Secretário de Segurança Pública, Paulo Locatell (FotoJúlio César Lenhard)

Foi iniciada, nesta semana, a elaboração do projeto arquitetônico e plano de necessidades para construção de um anexo ao Presídio Estadual Feminino de Lajeado. Em reunião na prefeitura, os responsáveis discutiram de que forma isso será feito.


OUÇA A REPORTAGEM


Secretário de Segurança Pública, Paulo Locatell (FotoJúlio César Lenhard)

Conforme o secretário de Segurança Pública, Paulo Locatelli, o anexo deverá abrigar tanto uma padaria quanto um ateliê, onde as apenadas possam produzir uniformes para quem cumpre pena no presídio, máscaras, bem como aventais para profissionais da saúde, enquanto transcorre a pandemia do novo coronavírus, entre outras necessidades que possam se apresentar.

Atualmente seis das 25 apenadas frequentam a Oficina de Artesanato do presídio, trabalhando na confecção de máscaras. Para tanto, possuem remissão de um dia da pena a ser cumprida a cada três dias trabalhados. “A ideia é que, com o ateliê instalado no local, possa ser feita uma ampliação da oferta de vagas, e na padaria seriam produzidos os pães que seriam consumidos pelas próprias apenadas”, explica Locatelli. Ele destaca importância da ressocialização. “Os estudos mostram que em todos os lugares é o que mais dá resultado”, afirma.

Com relação aos equipamentos como fornos para instalação da padaria, eles seriam fornecidos por uma empresa do ramo alimentício O secretário destaca que após a elaboração do projeto e definição das outras necessidades inerentes à instalação do ateliê e padaria, será iniciada a fase de buscas por recursos para viabilizar o projeto.

Detentas confeccionando máscaras (Foto: Lidiane Mallmann/ O Informativo do Vale)

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui