Presos e testemunhas na operação que investiga irregularidades na EGR começam a ser ouvidos nesta quarta-feira

Investigação sobre supostas irregularidades em contratos das 12 praças de pedágios da Empresa Gaúcha de Rodovias é realizada pela 1ª Delegacia de Combate à Corrupção do Deic


0

Os interrogatórios dos presos e oitivas de testemunhas estão sendo realizadas a partir desta quarta-feira pela 1ª Delegacia de Combate à Corrupção (1ª Decor) do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic) da Polícia Civil, que investiga supostas irregularidades nos contratos com empresas para manutenção das 12 praças de pedágio da Empresa Gaúcha de Rodovias (EGR).

A coordenação é do delegado Max Otto Ritter. Na operação Nossa Praça, realizada nessa terça-feira em conjunto com o Ministério Público do Rio Grande do Sul, foram presos temporariamente o ex-diretor-presidente da EGR, Marcelo Gazen, que atuou no período entre abril de 2021 e janeiro de 2022, e o ex-supervisor executivo da estatal, Cleber Domingues, atualmente lotado na Secretaria Estadual de Logística e Transportes.

Fonte: CP


DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui