Presos mãe e padrasto, principais suspeitos da morte de menina de 3 anos em Alvorada

A mãe foi capturada em Canoas e o padrasto, em Santa Catarina


0
Homem estava escondido em Santa Catarina; já a mulher foi detida em Canoas (Foto: Polícia Civil / Divulgação)

A mãe e o padrasto da menina Mirela Dias Franco (3), levada morta ao posto de saúde, foram presos na manhã deste sábado (11) pelos agentes da Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam) de Alvorada.

A operação Inocência cumpriu dois mandados judiciais de prisão preventiva pelo crime de tortura-castigo com resultado morte.

Conforme os policiais civis, a mãe, de 24 anos, foi localizada no Bairro Guajuviras, em Canoas. Já o padrasto, de 27 anos, foi encontrado em Palhoça, Santa Catarina.

No dia 31 de maio o homem apareceu com a criança desfalecida na Unidade Básica de Saúde no Bairro Jardim Aparecida, em Alvorada, onde foi constatado o óbito. A vítima apresentava hematomas e lesões pelo corpo.

Os exames e prontuários médicos mostraram múltiplas lesões e fraturas antigas e atuais, marcas de queimadura e uma severa hemorragia abdominal que levou a menina à morte.

Após as diligências de praxe na Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA) de Alvorada, os investigados foram encaminhados ao sistema prisional. MS/Correio do Povo

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui