Prevenção: chefes da Defesa Civil se reúnem para criação de MicroRegional

Cerca de 12 municípios participaram do encontro, que ocorreu na prefeitura de Lajeado


0
Reunião ocorreu no salão de eventos da prefeitura de Lajeado (Foto: Caroline Silva) 

Pensando na prevenção de momentos adversos como enchentes e demais acontecimentos, 12 chefes da Defesa Civil do Estado se reuniram no auditório de eventos da Prefeitura de Lajeado na tarde desta quarta-feira (26). O objetivo do encontro foi criar uma Micro Regional de Defesa Civil para realizar um trabalho em conjunto com demais regiões.

Secretário municipal de Segurança de Lajeado, Paulo Locatelli (Foto: Caroline Silva)

O secretário municipal de Segurança de Lajeado, Paulo Locatelli, que coordenou a reunião, disse que a ideia é trabalhar de forma integrada em todas as fases de um evento adverso. “Queremos aumentar cada vez mais a integração de todas as pessoas que trabalham na Defesa Civil da região, além de aumentar as informações e saber o que cada cidade está fazendo para ver os níveis de alerta para podermos melhorar nosso tempo de resposta”, ressalta.

Municípios como Guaporé, Santa Tereza e Santa Cruz do Sul também estiveram presentes na reunião. Conforme o secretário, outros encontros devem ocorrer, mas este primeiro contato foi importante para conhecer um pouco de cada realidade. “No momento que unimos várias cidades, cada uma com sua análise de risco, cada uma com suas experiências conseguimos trabalhar melhor. Nosso próximo encaminhamento é nos reunir via grupo de WhatsApp para ver as demandas e dificuldades de cada município para que de uma forma geral possamos melhorar”, explica.

“Vai funcionar se ela estiver bem organizada”

Tenente-coronel Jorge Halen Fernandes Menezes, coordenador da Defesa Civil Regional (Foto: Caroline Silva)

Encontro importante também na percepção do tenente-coronel Jorge Halen Fernandes Menezes, coordenador da Defesa Civil Regional. Para ele, a prevenção é fundamental. “Tendo em vista que quando acontece um problema de enchente, todos esses municípios são afetados e todos eles têm um problema em comum. Além dessa questão da ajuda mútua, é a questão de cada município conhecer seus locais de risco, e que isso seja compartilhado com todos”, observa.

O tenente-coronel ainda ressalta que a Defesa Civil fará um trabalho efetivo se houver prevenção. “A Defesa Civil vai funcionar se ela estiver bem organizada, é preciso conscientizar e formar esse grupo para que se crie um elo de comunicação entre si”, destaca.

Texto: Caroline Silva
jornalismo@independente.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui