Previsão é que rio ultrapasse 25m até o meio-dia desta quarta-feira, diz coordenador da Defesa Civil de Lajeado

“Com certeza, o rio vai continuar subindo durante a tarde também”, calcula Heitor Hoppe.


0
Foto: Arquivo

“O nível do rio deve passar tranquilamente os 25 metros, cota que deve ser atingida por volta do meio-dia”, afirma o coordenador da Defesa Civil de Lajeado, Heitor Hoppe, na manhã desta quarta-feira (8). Com as chuvas que caem na parte alta do Vale do Taquari, “com certeza o rio vai continuar subindo durante a tarde também”, calcula ele.

Hoppe fala em “subida praticamente histórica” durante a madrugada. “Durante muitas horas, o rio subiu mais de 80 centímetros por hora”, detalha.


ouça a entrevista

 


Em Lajeado, até por volta das 7h30 desta quarta, pelo menos 35 famílias já haviam sido removidas de suas moradias, atingidas pelas cheias. Elas foram encaminhadas para abrigo no Parque do Imigrante. O Pavilhão 3 já está lotado, inclusive.

“Já estamos habilitando e preparando o Pavilhão 2, que já está aberto para receber as próximas famílias”, detalha Hoppe.

Ele estima que o número de famílias que precisem ser desabrigadas chegue próximo ou ultrapasse as 70. “Desde que eu estou na Defesa Civil, a última cheia que chegamos com nível de 23,92 metros, o dado que eu tenho naquele momento é de remoção de 69 famílias”, lembra o coordenador.

Até a tarde de ontem, a Prefeitura de Lajeado tinha dez caminhões de prontidão para a remoção das famílias. Hoppe explica que houve transtornos com os caminhões contratados ao longo do processo. “Alguns debandaram”, lamenta.

Pelo menos dois alegaram problemas de saúde durante a madrugada. Durante a manhã, mais quatro ou cinco foram acionados pela Defesa Civil para corresponder à demanda.

SAIBA MAIS: Acompanhe o nível do Rio Taquari

Protocolo para Covid-19

Na manhã da terça-feira (7), os secretários de Lajeado se reuniram para discutir como enfrentar a enchente. Foi estabelecido um protocolo especial para evitar o contágio pela Covid-19. O trabalho é liderado pelos profissionais da saúde.

No Parque do Imigrante, as famílias instaladas devem guardar distância de cinco metros entre elas. Agentes de saúde estarão em contado para garantir a segurança sanitária das pessoas. Quem apresentar sintomas suspeitos de coronavírus terá encaminhamento especial para as unidades de saúde.

Foto: Natalia Ribeiro

Texto: Tiago Silva
web@independente.com.br

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui