PRF diz que solicitou mudanças no acesso ao Bairro Imigrantes, em Estrela, e decisão por fechar foi da CCR

Chefe da 4ª Delegacia da PRF, Paulo Reni, relata que documento pedia sinalização no trecho e não propriamente o fechamento no km 351 da rodovia


1
Bloqueio no cesso ao Bairro Imigrantes, em Estrela (Foto: Cícero Copello)

Desde a tarde da última terça-feira (31), o acesso ao Bairro Imigrantes, em Estrela, pela BR-386, no quilômetro 351 da rodovia, está fechado. A ação foi realizada pela a CCR ViaSul e os moradores do local ficaram surpresos. A partir de agora, os motoristas que saem do Bairro Imigrantes e querem ir em direção a Lajeado, precisam fazer o retorno em frente à Fábrica de Rações da Languiru. Mas para os que querem entrar no bairro, vindos do sentido interior/capital, o acesso ocorre de forma normal.


ouça a reportagem

 


Em nota, a CCR ViaSul diz que a decisão foi tomada com o objetivo de reduzir o índice de acidentes no local após análise das estatísticas apuradas pela Polícia Rodoviária Federal (PRF). Porém, o chefe da 4ª Delegacia da PRF, com sede em Lajeado, Paulo Reni, informa que pediu para adotar medidas no local, dando como sugestão a colocação de sinalização, e em último caso, o fechamento completo ao acesso. “Apontamos no nosso documento, não o fechamento em especial, e sim a colocação de sinalizações, verticais ou horizontais, colocação dos famosos pirulitos/tartarugas, que são aquelas luzinhas e tachinhas que ficam no eixo da pista”, explica.

Além disso, Reni reforça que se a avaliação da concessionária fosse pelo fechamento completo, que fizesse isso, mas com a devida sinalização. “Para que o usuário não ficasse perdido, para que ele soubesse que o próximo retorno km fica a 1,3 km no sentido Porto Alegre, que é o trevo da Languiru, ou no outro sentido, cerca de 1,7 km.”

O chefe da PRF confirma que a solicitação para CCR ViaSul foi feita após um estudo que avaliou o índice de acidentes naquele ponto da rodovia, de 2017 a agosto deste ano. “É o período que eu estou a frente da delegacia. Não vou me reportar a quando não estava aqui, não vamos buscar erros ou acerto, mas são 38 acidentes naquele entroncamento, 57 feridos e três mortes”, relata.

Chefe da 4ª Delegacia da PRF, com sede em Lajeado, Paulo Reni (Foto: Gabriela Hautrive)

O policial entende que são números absurdamente inaceitáveis para um ponto da rodovia, por mais que tenha um grande fluxo de veículos no local. “Não podemos aceitar e ficar de braços cruzados.”

Paulo Reni diz que as pessoas precisam entender que a segurança do usuário é mais importante neste momento. “Se esse trajeto de 1,3 km ou 1,7 km a mais que cada um vai precisar fazer, não for o suficiente para evitar mortes, ai eu acredito que as pessoas estão no caminho errado, temos que entender que a ação de cada um é que vai fazer com que o trânsito se torne mais seguro”, pondera.

A PRF também deixa claro que as mudanças no acesso ao Bairro Imigrantes são permanentes, ou com fechamento total ou então com adoção de sinalização. “O que não podemos é verificar que tem pessoas morrendo e se lesionando gravemente e ficarmos de braços cruzados”, diz. Será feita uma avaliação dentro dos apontamentos que foram encaminhados para CCR ViaSul, segundo Paulo Reni. “Do modo como estava, gerava muitos acidentes, então evidente que não podemos voltar na condição que era, mas pode voltar ter o retorno ali, em nível ou de nível, por baixo ou sobre a rodovia”, explica.

Uma reunião entre PRF, CCR ViaSul e Prefeitura de Estrela deve acontecer nos próximos dias para tratar sobre o assunto.

VÍDEO: Confira como está o trecho

Confira nota da CCR ViaSul

“Com o objetivo de promover a redução de acidentes na BR-386, a concessionária esclarece que o fechamento do acesso localizado no km 352,7 ocorre após avaliação técnica que identificou que o dispositivo de retorno em questão, pelas suas características geométricas, não garante a manobra de retorno com segurança.

O fato do dispositivo estar em trecho de aclive no sentido sul, e, em curva no sentido norte gera uma situação de insegurança para as manobras de retorno. Tal análise motivou-se pelas estatísticas de acidentes apuradas pela Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Sendo assim, em avaliação com os órgãos competentes que possuem circunscrição sobre a rodovia federal, ANTT e PRF, e após divulgação antecipada junto aos usuários da rodovia, por meio de faixas com mensagens informando tanto o fechamento do acesso quanto os novos locais de retorno, os movimentos de retorno foram deslocados da seguinte forma:.

Pista sentido Sul (interior/capital): motoristas deverão seguir até o retorno na altura do km 354; Pista sentido Norte (capita/interior): motoristas deverão seguir até o trevo na altura do km 351. Caso haja qualquer dúvida, os motoristas poderão entrar em contato com a Central de Atendimento 24h da Concessionária pelo 0800 000 0290.”

Texto: Gabriela Hautrive
reportagem@independente.com.br

1 comentário

  1. Então vão ter que trancar vários acesso a 386 ,pois tem vários acessos iguais a esse no trecho da 386,a muitos motorista desatentos grande imprudência.mas acho que não é uma solução barrar a circulação de veículos em um local,pois vai acarretar o fluxo maior em outro local .

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui