Primeira turma do projeto Trilhas da Inovação será formada na noite desta segunda-feira

Iniciativa ocorre por meio de uma parceria entre a Prefeitura de Lajeado e o Senai


0
Robô foi desenvolvido durante as aulas do projeto Trilhas da Inovação (Foto: Artur Dullius)

Sessenta e sete estudantes se formam durante a noite desta segunda-feira (13) no projeto Trilhas da Inovação. A iniciativa, realizada por meio de uma parceria entre o Governo de Lajeado e o Senai, atendeu alunos dos 9º anos de escolas municipais. A cerimônia ocorre a partir das 19h30, no auditório do Sicredi, no Bairro São Cristóvão.

Este foi o primeiro projeto da área de inovação a ser colocado em prática na área educacional no município por meio do Pro_Move Lajeado. As aulas iniciaram em junho deste ano. Durante seis meses os jovens tiveram a oportunidade de experimentar, no turno inverso da escola, vivências e práticas nas áreas de eletrônica, robótica, programação de software e tecnologias da indústria 4.0.


ouça a reportagem

 


As duas primeiras turmas do projeto são compostas por alunos das Escolas Municipais de Ensino Fundamental (Emefs) Campestre, Nova Viena, Porto Novo, Santo André, Universitário, Vida Nova e Francisco Oscar Carnal. Conforme o coordenador técnico de educação do Senai, Marcelo Schedler, as atividades aconteceram duas vezes por semana, com a proposta de testar a vocação dos estudantes. “O propósito foi trazer aquele aluno que estaria sem uma ocupação no turno inverso para o mundo do conhecimento e das formações profissionais. Buscamos proporcionar a eles a oportunidade de ‘degustar’ uma profissão que pode vir a ser a escolha deles lá no futuro”, explica.

Coordenador técnico de educação do Senai, Marcelo Schedler (Foto: Artur Dullius)

Segundo o coordenador, a ideia é que os estudantes possam chegar com uma visão mais clara da profissão a ser seguida ao ingressar no Ensino Médio. “Eles vieram aqui no Senai e tiveram uma imersão nas áreas de inovação e tecnologia, desenvolvendo aplicativos, páginas de web e robôs. Ou seja, coisas que não seriam acessíveis para esses alunos se estivessem em casa ou no mundo deles. Então nós resgatamos eles para um mundo que pode trazer oportunidades, gerando uma futura profissão”, afirma.

O curso foi ofertado para todas as escolas municipais de Lajeado e os próprios alunos demonstraram o interesse de participar. A formação, gratuita para os jovens, foi viabilizada com uma contrapartida de aproximadamente R$ 100 mil pelo poder público. “Além do curso ser gratuito, eles também receberam transporte, disponibilizado pelo poder público e lanche. Que bom que foi ofertado para aqueles alunos que realmente tiveram interesse. Não era uma obrigação e por isso que a evolução ao longo do semestre foi muito positiva”, avalia Schedler.

Ele lembra também que já esta sendo pensada uma continuação para estes estudantes dentro da área, por meio do projeto jovem aprendiz e também de um curso específico. Além disso, uma nova turma do programa deve ser aberta em 2022. “Para aqueles que despertaram a vocação na área, deve ser desenvolvido um curso específico para o desenvolvimento de software. Ele será disponibilizado os alunos que realmente se identificaram, que apresentaram raciocino lógico. Será uma formação mais completa, para que eles estejam preparados e aptos a ocuparem vagas nas empresas da região”, conclui.

Texto: Artur Dullius
reproter@idependente.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui