Primeiro dia de vacinação para idosos com mais de 85 anos em Lajeado tem alta demanda

Nesta nova etapa, outros grupos de profissionais de saúde também podem ser imunizados; vacinação está centralizada no Centro de Saúde Montanha.


1
Vacinação para idosos maiores de 85 anos e profissionais da saúde de outras especialidades começou nesta terça no Centro de Saúde Montanha (Foto: Caroline Silva)

Começou na manhã desta terça-feira (9) mais uma etapa da vacinação contra a Covid-19 em Lajeado. Agora pessoas com mais de 85 anos e  outros grupos de profissionais de saúde podem ser imunizados. Esta é a primeira faixa etária de idosos contemplada nesta nova etapa de vacinação. Na segunda-feira (8) o município recebeu mais 1.210 novas doses do imunizante para esta nova etapa.

A vacinação, que está centralizada no Centro de Saúde Montanha, iniciou por volta das 7h30 desta terça. Conforme a Coordenadora da Vigilância Epidemiológica, Juliana Demarchi,  houve momentos de aglomeração na fila no começo da manhã em virtude da grande demanda. “ Tivemos uma demanda muito grande no começo da manhã, tínhamos duas salas de vacinas organizadas para esta demanda, mas não foi suficiente, então houve um momento de aglomeração, por causa de uma demanda grande de idosos aguardando, mas ao longo da manhã conseguimos organizar”, relata.

Para evitar grandes filas, a coordenadora diz que a alternativa foi montar um drive de vacinação no lado de fora do posto de saúde para que idosos fossem vacinados dentro de seus carros. “Devido a alta demanda, foi montado um drive no lado externo, onde o idoso não precisa descer do carro para ser imunizado”, conta.

Juliana reforça que a prioridade nesse momento é vacinar idosos com mais de 85 anos e que pessoas fora desse grupo precisam esperar chegar sua vez. “Tivemos muitas situações nas filas com pessoas que não estavam contempladas nos grupos. A pessoa precisa buscar a imunização no seu momento”, alerta.

Enfim vacinadas

Selene Malmann, de 86 anos, recebeu a primeira dose no carro da nora (Foto: Caroline Silva)

A diretora e professora aposentada, Selene Malmann, de 86 anos, recebeu a primeira dose dentro do carro da nora e diz que, embora recebeu a vacina, é preciso manter os cuidados. “É preciso manter os cuidados, a higienização, o distanciamento, mas mesmo assim a vacina é muito importante. É um momento que temos que agradecer este benefício que está chegando para nós gratuitamente”, destaca.

Vilma dos Santos, de 95 anos, também foi imunizada no carro do filho, e conta que agora poderá abraçar.  “Estou feliz. Estava demorando pra chegar a vacina, mas agora estou feliz porque vou poder abraçar os filhos e os netos, porque antes não podia chegar muito perto”, comemora.

Vilma dos Santos, de 95 anos, recebeu a vacina dentro do carro do filho (Foto: Caroline Silva)

 

Solange Marostega é psicóloga e foi vacinada (Foto: Caroline Silva)

Nesta etapa, outros profissionais da saúde podem receber a vacina. Foi o caso de psicólogos como Solange Marostega. “Ficamos imunizadas e mais tranquilas para poder trabalhar no dia a dia. Ficamos felizes e emocionadas com este momento”, comenta.

 

A também psicóloga Cristina Pretto, estava na fila para receber o imunizante e diz que terá uma sensação de maior leveza. “É um grande privilégio poder estar sendo vacinada antes da maioria, e uma sensação de mais leveza para poder continuar trabalhando. A gente continua se cuidando, mas com um pouco mais de segurança”, enfatiza.

O horário de vacinação contra a Covid-19 é das 7h30 às 11h e das 12h30 às 16h, enquanto houver doses disponíveis. 

SOBRE A VACINAÇÃO DE IDOSOS

– Quem pode se vacinar: idosos com 85 anos completos ou mais. É preciso apresentar documento com data de nascimento. O idoso pode ir acompanhado de um responsável. O acompanhante não terá direito à vacinação se não estiver enquadrado em grupos nos quais já está permitida a vacinação.

– Se o idoso estiver no carro e não puder se deslocar, o acompanhante poderá solicitar no posto que o vacinador se desloque até o veículo.

– Idosos com idade menor que 85 anos só passarão a ser vacinados quando o grupo de maiores de 85 anos já tiver sido atendido. Neste momento, não adianta ir ao posto com menos de 85 anos porque não há vacina disponível para menores de 85 anos.

– A vacinação de idosos com mais de 60 anos acamados (que não podem se deslocar ao posto) será feita de forma domiciliar. A Secretaria Municipal da Saúde já está organizando as equipes para esta atividade, que será iniciada a partir de quarta-feira, (10). As doses para estas pessoas já estão reservadas. Se uma família tem idoso acamado deverá entrar em contato com a unidade ou posto de saúde do seu bairro para buscar informações.

SOBRE A VACINAÇÃO DE PROFISSIONAIS DA SAÚDE 

Quem poderá se vacinar: poderão se vacinar profissionais das áreas abaixo, que prestem atendimento a pacientes, mediante apresentação da carteira profissional e do endereço de atuação profissional em Lajeado:

– Médicos 

– Odontólogos 

– Profissionais de Enfermagem (enfermeiro, técnico e auxiliar de enfermagem) 

– Fonoaudiólogos

– Nutricionistas

– Psicólogos

– Fisioterapeutas

– Farmacêuticos

– Terapeutas ocupacionais

– Biomédicos

– Assistentes sociais

– Técnicos, auxiliares e trabalhadores de apoio das áreas acima citadas

– Cuidadores de idosos, doulas e parteiras

– Funcionários do sistema funerário e IML, em contato com cadáveres potencialmente contaminados

IMPORTANTE: outros profissionais da saúde serão incluídos nas próximas etapas da vacinação.

Texto: Caroline Silva
jornalismo@independente.com.br

1 comentário

  1. Não concordo com este critério de vacinação, priorizando pessoas jovens, ditas da área da saúde, em detrimento dos idosos que continuam trancados em casa, pois são os mais vulneráveis aos efeitos graves do vírus, resultando num grande número de óbitos!
    Psicólogo??? Nutricionista?? Terapeuta ocupacional??? … etc Trabalham na linha de frente contra o COVID??? Muito injusto…
    Que documentação estão exigindo destes profissionais? Apenas a carteirinha profissinal?? Muitos nem estão atuando na área e estão se beneficiando com a vacina “furando a fila…” isto pra mim é furar a fila, mesmo que com a concordância das autoridades legais!!! Muitas destas categorias citadas atendem uma pessoa por vez e por questões nada a ver com COVID!!
    Fica aqui o meu desabafo de indignação!!
    Presidente da ATAPEL-
    ASSOCIAÇÃO DOS TRABALHADORES APOSENTADOS E PENSIONISTAS DE LAJEADO E REGIÃO

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui