Principal causador da falta de energia é a arborização, afirma consultor de negócios da RGE

Concessionária investiu, em 2020, R$ 35,2 milhões em obras no Vale do Taquari


0

A RGE investiu, em 2020, R$ 35,2 milhões em obras no Vale do Taquari. Ao todo, foram realizadas como 3.681 substituições de postes de madeira por concreto, 107,1 kms de rede construída ou reformada e instalados 23 religadores telecomandados, totalizando agora 185 equipamentos em toda a região.

Umberto Ossig Santana, consultor de Negócios da RGE no Vale do Taquari (Foto: Divulgação)

As obras principais foram substituição de postes e instalação de cabeamento com rede protegida, destaca o consultor de negócios da RGE no Vale, Umberto Ossig Santana.

“O investimento do ano passado foi o maior da história da RGE, num total de 973 milhões investidos em toda a área de concessão”, destaca. “Esse investimento vai continuar. Neste ano também teremos um investimento robusto, provavelmente nestes moldes”, projeta.


ouça a entrevista

 


 

Para Santana, esse trabalho foi importante para reduzir o tempo médio que os clientes ficaram sem energia, bem como o total de dias em um ano. “A nossa intenção e entregar energia de qualidade, e manter o cliente o máximo possível com energia durante esse período que nós avaliamos”, pontua.

“O nosso principal fator causador de falta de energia ainda é a vegetação. Claro, nós moramos numa região muito arborizada. E o nosso principal causador, na vegetação, é o eucalipto. Por que isso? Cresce até 30 metros de altura, e uma casca de eucalipto que caia sobre a rede pode causar a falta de energia pelo curto entre fases. Vai tocar em duas fases”, explica.


DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui