Procuradora-geral da Ucrânia diz que outros 48 soldados russos ainda serão julgados por crimes de guerra

Iryna Venediktova disse que há cerca de 13 mil casos de supostos crimes de guerra russos sendo investigados


0

A procuradora-geral da Ucrânia, Iryna Venediktova, disse em Davos nesta segunda-feira (23) que o país ainda julgará mais 48 soldados russos por crimes de guerra. Segundo ela, o país está investigando cerca de 13 mil casos. Falando no Fórum Econômico Mundial (FEM) em Davos, Venediktova disse que os julgamentos continuarão depois que um tribunal de Kiev sentenciou Vadim Shishimarin à prisão perpétua pelo assassinato do civil desarmado de 62 anos, Oleksandr Shelipov.

“Autoridades ucranianas têm uma lista de cerca de 600 suspeitos de envolvimento em crimes de guerra, disse ela, enquanto dois casos envolvendo três indivíduos já estão sendo julgados pelos tribunais”, disse ela ao fórum. Venediktova disse que a escala de queixas contra a Rússia sugere uma tolerância sistêmica, ou encorajamento de crimes de guerra contra os ucranianos.

Fonte: G1


DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui