Produção industrial brasileira cai 1,3% em julho e volta a ficar abaixo do patamar pré-pandemia

Com o resultado, a produção industrial ficou 2,1% abaixo do patamar de fevereiro de 2020


0
Foto: Ilustrativa / Pixabay

A produção industrial brasileira caiu 1,3% em julho, na comparação com junho, voltando a ficar abaixo do patamar pré-pandemia, apontam os dados divulgados nesta quinta-feira (2) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

“Com o resultado de julho, a produção industrial ficou 2,1% abaixo do patamar pré-pandemia, de fevereiro de 2020”, destacou o IBGE. O gerente da pesquisa, André Macedo, destacou que “considerando apenas os meses de julho, essa queda de 1,3% foi a mais intensa desde julho de 2015, quando a produção industrial havia recuado -1,9”.

Ele enfatizou, também, que esse resultado deixa o setor no patamar mais baixo desde julho do ano passado. Ainda segundo Macedo, o patamar atual da indústria está 18,5% abaixo do pico histórico da produção industrial, alcançado em maio de 2011, e equivale ao que era observado em janeiro de 2009.

O IBGE revisou o resultado de junho que, ao invés da variação nula (0.0%) divulgada anteriormente, sofreu queda de -0,2% na comparação com maio. Já na comparação com julho de 2020, houve alta de 1,2%, a 11ª taxa positiva consecutiva nessa comparação e a mais intensa para um mês de julho desde 2018, quando a produção cresceu 4%.

Com a queda de julho, a indústria acumula queda de 1,5% em dois meses, após alta de 1,2% em maio. No ano, o setor ainda tem alta de 11% e, em doze meses, avanço de 7%.

Dentre as grandes categorias econômicas, a queda de 1,3% na comparação com junho foi puxada por bens de consumo duráveis, que teve o sétimo resultado negativo seguido, e bens intermediários, que teve a quarta queda seguida. Já bens de capital apresentou o quarto crescimento seguido, enquanto bens de consumo semi e não-duráveis apresentou alta, recuperando parte da perda de 1,7% observada em junho.

Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui