Professor é preso por suspeita de cometer canibalismo na Alemanha

No último dia 8, a polícia encontrou ossos humanos em um parque da capital alemã e cães farejadores ligaram as pistas ao apartamento de Stefan, que foi preso e está sob custódia policial.


0
Stefan R é suspeito de praticar canibalismo contra um homem (Foto: Reprodução)

Stefan R, de 41 anos, foi preso por suspeita de cometer canibalismo em Berlim, depois do encontro com um homem que ele conheceu em um site de relacionamento. No último dia 8, a polícia encontrou ossos humanos em um parque da capital alemã e cães farejadores ligaram as pistas ao apartamento de Stefan, que foi preso e está sob custódia policial, conforme publicado pelo site local BZ.

De acordo com o jornal alemão Bild, investigações mostraram que o suspeito, que é professor de matemática e química em uma escola, buscava na internet por fóruns online sobre canibalismo e sobre o que acontece com um homem depois de ele ter o pênis cortado.

A vítima, Stefan Trogisch, de 44 anos, desapareceu no início de setembro após sair do apartamento — que dividia com outras pessoas — à noite e não voltar mais. Visto que o homem não voltava para a casa, os colegas de apartamento informaram sobre o desaparecimento à polícia. Ao site BZ, o policial encarregado do caso declarou: “Com base no osso que foi encontrado, que estava completamente sem carne, suspeitamos forte mente que Stefan T. foi vítima de um canibal”

Na casa de Stefan R, ainda foram encontrados um carrinho de mão vazio e um refrigerador. Traços do sangue da vítima também foram identificados no local, depois de testes forenses, segundo o jornal Berliner Morgenpost. Aparentemente, a forma como a carne foi removida dos ossos indicaria que alguém teria comido a carne da vítima.

Segundo o site local Berliner, os investigadores ainda encontraram registros de conversa e troca de informações entre o suspeito e a vítima em um site de relacionamento. Martin Steltner, porta-voz da promotoria pública de Berlim, disse na noite de ontem que há indícios de canibalismo e explicou que não há sinais que o ato canibal tenha sido consensual.

Devido as evidências encontradas, Stefan R foi levado preso por “assassinato sexual com um motivo vil” na última quarta-feira. Hoje, a mídia local informou que o homem segue detido sob custódia policial e se recusou a testemunhar sobre o caso. O porta-voz da promotoria público, Martin Steltner, disse na noite de ontem que havia indícios de canibalismo. O Ministério Público de Berlim ainda informou hoje no Twitter que, junto com a polícia local, estão trabalhando a toda velocidade para investigar “um assassinato sexual com suspeita de origem canibal”.

O Ministério Público de Berlim não deu mais detalhes da investigação.

Fonte: UOL

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui