Programa Adolescente Legal com Música da Alsepro tem inscrições abertas em Lajeado

Aulas são voltadas a crianças e jovens entre 7 e 14 anos de escolas públicas


0
Professor/Maestro do programa, Maurício Antonio Scalco (Foto: Caroline Silva)

Há 11 anos levando o aprendizado por meio dos instrumentos musicais, o programa Adolescente Legal com Música da Associação Lajeadense Pró-Segurança Pública (Alsepro), está com inscrições abertas para 12 novos alunos. Antes da pandemia, o projeto contava com 60 participantes, que recebiam aulas duas vezes por semana nos turnos da manhã e tarde, no Colégio Estadual Presidente Castelo Branco. Agora os encontros ocorrem de forma virtual, sob orientação do professor/Maestro Maurício Antonio Scalco, licenciado em música pela Universidade Federal de Santa Maria – UFSM.

O professor conta que com a pandemia houve redução no número de estudantes, por isso reforça o pedido por inscritos para a continuidade do programa. “Queremos oferecer vagas para manutenção do projeto e dar oportunidade para quem não tem acesso. A preferência é para alunos de escola pública, e eles vão ter oportunidade de aprender vários instrumentos”, comenta. Alunos de 7 a 14 anos podem participar do projeto que é totalmente gratuito.

Ele explica que não é obrigatório o participante ter um instrumento, mas é interessante já ter a flauta doce. “Cada caso é um caso, a gente vai analisar, de preferência ter uma flauta doce porque faz parte da alfabetização musical, mas quando voltar às aulas presenciais eles terão acesso aos instrumentos da sala de aula”, diz. É possível que os encontros retornem de forma presencial no ano que vem.

Muito mais que aprender a tocar um instrumento. Conforme o maestro, o programa propicia a construção de cidadãos éticos e conscientes. “A música é um condutor de aprendizado, de criar um cidadão ético, comprometido e que entende a importância do estudo. Contamos como metodologia como espécie de triângulo em que o programa está inserido, a família e o aluno, e tem que haver um diálogo e comprometido dos três para que ocorra um desenvolvimento de todos”, destaca.

O processo de educação musical é estruturado em três fases: aprendizado, desenvolvimento e aperfeiçoamento, através da metodologia de ensino coletivo, simultâneo, multietário e cidadania. Interessados podem entrar em contato pelo telefone 51 98049-2966 (somente à tarde).

Texto: Caroline Silva
jornalismo@independente.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui