Programa de vigilância agropecuária do Estado gaúcho percorreu 1,7 mil quilômetros

Fiscalização vai atuar em 97 municípios


0
Foto: Fernando Dias/Seapdr

A ação piloto do Programa de Vigilância Agropecuária Interestadual – Guaritas percorreu 1.707 quilômetros e montou oito barreiras na divisa com Santa Catarina, de Torres a Machadinho. O balanço desta primeira ação do programa da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr) registrou 128 veículos vistoriados e dois autos de infração emitidos.

De 50 bovinos e 11 equinos fiscalizados, todos os bovinos e cinco equinos estavam irregulares. “Os fiscais conversaram com 83 pessoas, passando informações sobre educação sanitária por contato interpessoal”, informa o chefe da Divisão de Controle e Informações Sanitárias da secretaria, Francisco Lopes. O programa Guaritas utiliza barreiras volantes em pontos de ingresso no Rio Grande do Sul, além dos seis postos fixos de divisa com Santa Catarina, para barrar a entrada irregular de animais.

O objetivo é suplementar atividades de fiscalização na divisa dos dois Estados. “O posto fixo é um ponto conhecido de fiscalização. É necessário complementar a vigilância, cobrindo os pontos de entrada que ficam desguarnecidos e propensos à entrada irregular de cargas”, explica Lopes.

Fonte: O Sul

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui