Programação da Feira do Peixe Vivo de Estrela terá venda itinerante nos bairros do município

Bairros Imigrantes, Indústrias e Boa União terão pontos de comercialização em diferentes dias


0
Neste ano, a expectativa é comercializar 12 mil quilos do pescado até o feriado (Foto: Rodrigo Angeli/Governo de Estrela)

Com a chegada da semana que antecede o domingo de Páscoa, aumenta a procura pela compra de peixes nos municípios da região, especialmente em razão do feriado de Sexta-feira Santa. Em Estrela, a Secretaria Municipal de Agricultura organizou um cronograma diferente para a comercialização dos pescados.

Segundo o titular da pasta, Douglas Sulzbach, além do tradicional ponto já conhecido na Praça Professor Henrique Roolart, no Centro da cidade, também serão disponibilizados outros pontos de forma itinerante. “A gente vem buscando formas para melhorar esta questão do fornecimento de peixes para a comunidade. Então, para esta semana da Páscoa, organizamos um calendário com a feira acontecendo de forma itinerante. É uma novidade que estamos trazendo para este ano”, explica.


ouça a reportagem

 


Com isso, os bairros Imigrantes, Indústrias e Boa União terão pontos de venda em diferentes dias. Neste ano, a expectativa é comercializar 12 mil quilos do pescado até o feriado. “Ano passado, quando a gente não trabalhou desta forma nos bairros, já vendemos nove toneladas de pescado. A nossa ideia agora é ultrapassar este número. Estamos prevendo uma boa comercialização de peixes, até porque estamos fazendo um bom trabalho de qualidade e acompanhamento técnico nas propriedades”, projeta.

No entanto, de acordo com o secretário, a feira itinerante terá apenas a venda do peixe vivo. Já o consumidor que for até a Feira do Produtor, na Praça pode optar pelo peixe natural ou limpo. Será cobrada uma taxa de R$ 4 para o abate e a limpeza. “O quanto antes procurar o pescado, melhor. Como na sexta as feiras vão até o meio dia, a procura tende a ser maior neste dia”, alerta Sulzbach.

João Carlos Luft, coordenador das feiras, e Douglas Sulzbach, secretário de Agricultura (Foto: Artur Dullius)

Estarão à venda peixes das espécies Húngara, Prateada e Cabeça Grande, todos ao preço de R$ 10 o quilo. O valor da Carpa Capim é R$ 14 por quilo.

No Centro (Praça Professor Henrique Roolart)

  • Quarta-feira (13) – das 7h às 17h30;
  • Quinta-feira (14) – das 7 às 17h30;
  • Sexta-feira Santa (15) – das 7h às 12h.

Nos bairros

  • Quarta-feira (13) – Bairro Boa União (próximo à Associação de Moradores) – das 7h às 12h.
  • Quinta-feira (14) – Bairro das Indústrias (ao lado da Ambi) – das 7h às 12h.
  • Sexta-feira Santa (15) – Bairro Imigrantes (ao lado da antiga Pousada da Criança) – das 7h às 12h.

Texto: Artur Dullius
reporter@independente.com.br

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui