Projeto Bike Solidária forma 13 alunos de bairros carentes de Lajeado em curso do Senai

Os adolescentes são das escolas Santo Antônio-CIEP, no Bairro Santo Antônio e São João Bosco, no Bairro Conservas; as bicicletas utilizadas nos cursos que foram reformadas estavam em situação de roubo e furto apreendidas pela Polícia Civil


0
Formatura foi realizada nesta sexta-feira no Senai Lajeado (Foto: Caroline Silva)

A tarde desta sexta-feira (26) foi de formatura de 13 alunos participantes do projeto Bike Solidária, estudantes das escolas Santo Antônio-CIEP, no Bairro Santo Antônio e São João Bosco, no Bairro Conservas. A iniciativa é do Ministério Público da Comarca de Lajeado, através das Promotorias de Justiça Criminal e Especializada, Polícia Civil, Associação Lajeadense Pró-Segurança Pública (Alsepro), e Serviço Nacional de Aprendizado Industrial (Senai).

Os adolescentes entre 13 e 16 anos participaram do curso de mecânico de bicicleta do Senai, com carga horária de 68 horas. Parte das bicicletas roubadas e furtadas apreendidas pela Polícia Civil foram reformadas por eles e agora serão entregues nas respectivas escolas.

Formatura foi realizada nesta sexta-feira no Senai Lajeado (Foto: Caroline Silva)
Solenidade contou com a presença de autoridades e parceiros do projeto (Foto: Caroline Silva)

O gerente de Operações do Senai na região, Jerry Hibner, avalia de forma positiva o curso e diz que o empenho dos estudantes chamou atenção, inclusive de empresas que já vieram oferecer vagas a alguns. “A gente percebeu um avanço singular nesses alunos porque eles vieram sem nenhum conhecimento e agora alguns se destacaram tanto que algumas empresas já vieram aqui fazer proposta para eles”, revela.

 

Ele também fala que muitos já pensam em seguir com os estudos na área. “Por ser um curso prático eles pensavam com as mãos, e isso atraia interesse deles porque era um trabalho que eles viam resultado imediatamente e claro que isso faz eles querer continuar”, conta.

Se depender deles, o aprendizado continua

Erick Ferreira, de 16 anos (Foto: Caroline Silva)
Legenda: Jonata Moraes Baioco, de 13 anos (Foto: Caroline Silva)

A fala do gerente é confirmada por Erick Ferreira, de 16 anos. O jovem fala que pensa em seguir realizando outros cursos no próprio Senai. “Não aprendemos somente sobre bicicleta, mas também coisas da vida e sobre o futuro. Vou tentar fazer outros cursos aqui no Senai”, comenta.

 

 

Jonata Moraes Baioco, de 13 anos (Foto: Caroline Silva)
Legenda: Jonata Moraes Baioco, de 13 anos (Foto: Caroline Silva)

Também contente com os aprendizados adquiridos com as aulas, Jonata Moraes Baioco, de 13 anos, fala que espera poder seguir com cursos. “Foi bem legal, aprendi bastante coisas que eu não sabia e conheci gente nova. Se eu tiver mais oportunidades, quero seguir aprendendo”, destaca.

Texto: Caroline Silva
jornalismo@independente.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui