Projetos já repassaram 300 cestas básicas para profissionais do setor de eventos da região

Categoria foi bastante afetada pela pandemia. Um das ações em andamento é o Circuito Cultural Pela Vida com live programa para esta segunda-feira (19).


0
Alimentos são adquiridos e distribuídos em parceria com o supermercado STR (Foto: Msommer / Divulgação)

Com o objetivo de levar música aos mais diversos públicos e arrecadar doações para os profissionais de uma das categorias mais afetadas pela pandemia — o setor de eventos — através do Circuito Cultural Pela Vida apresenta até o dia 3 de novembro, uma série de lives com vários artistas. Através das apresentações, são arrecadados valores, convertidos em cestas básicas que são destinadas aos profissionais. Ao todo, além deste projeto, as ações do setor desde o início da pandemia, já arrecadaram cerca de 300 cestas.


ouça a reportagem

 


Conforme o proprietário da Msommer Produções, local onde ocorrem as lives, Marcelo Sommer, o projeto é financiado pela Lei de Incentivo a Cultura (LIC). “Todos artistas, som, luz e profissionais, são remunerados pelo projeto, ou seja, é financiado pela LIC, com apoio da Padaria Suíça, Color Tintas e Lojas Dullius.” As empresas, ao invés de pagarem ICMS para o Governo do Estado, pagam o projeto. “Não tem custo adicional para empresa e ainda estão ajudando”, completa. As doações feitas durante as lives são destinadas aos profissionais de eventos do Vale do Taquari.

Empresário do setor de eventos e proprietário da Msommer Produções, Marcelo Sommer (Foto: Gabriela Hautrive)

“Juntamente com a Associação Brasileira de Empresas de Eventos (Abeoc), quem em Porto Alegre tem um cadastro, e aqui na região temos condições de saber quem precisa, destinamos os alimentos”, relata. Segundo Sommer, há dúvidas do público quanto ao processo de doações durante as transmissões. “No canto direito sempre das lives tem um QR Code que leva direto para o site vakinha.com, que está com nome de Lucas Brunetto, que é quem faz a transmissão, mas o dinheiro vai diretamente para o supermercado STR, parceiro da ação, e já convertido em cestas básicas, nós não temos contato nenhum com o dinheiro”, explica o empresário.

As programações começam sempre às 20h, no Youtube, Facebook e Instagram da Msommer Produções. Nesta segunda-feira (19), é a vez de Cristiano Quevedo; na terça-feira (20), Michel Horn e Banda; dia 26 de outubro, Solon Chaves e Kelly Carvalho; dia 27, Alex Duarte e Tonho Crocco (Ultramen) e no dia 3 de novembro, Diana Dick e Alex Duarte. Duas apresentações já aconteceram. Os eventos começaram no dia 6 de outubro com Max Lima e Charles Master (TNT) e depois foi a vez de Alessandro Cenci e Rafael Malenotti (Acústicos e Valvulados).

Projeto de música tradicionalista aguarda parceiros

Chamado de Tradicionalismo Virtual de Lajeado, o empresário Marcelo Sommer relata que um novo projeto já foi aprovado, mas aguarda parcerias para ser colocado em prática. “Se algum empresário que tem ICMS a pagar e gostaria de poder ajudar artistas locais, manter o dinheiro na região, pode entrar em contato que explicamos como funciona, sem custo nenhum ao empresário.”

A iniciativa estima realizar seis lives, sendo duas por semana, totalizando três semanas de programação. As transmissões serão pelos cais da Msommer, Youtube, Facebook e Instagram. As atrações são Grupo Rodeio; Grupo Atahualpa; Grupo Bate Casco; César Oliveira e Rogério Melo; Grupo Tchê Barbaridade e Grupo Alma Crioula. Cada apresentação terá a duração de uma hora e depois ficará disponível para que o público consiga acessar em qualquer horário.

Texto: Gabriela Hautrive
producao@independente.com.br

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui