Promotores húngaros acusam 11 por morte de 71 imigrantes em caminhão frigorífico na Áustria

Eles pediram prisão perpétua para 4 deles por participar diretamente do transporte que matou os imigrantes em 2015.


0
Dezenas de imigrantes foram encontrados mortos em um caminhão na Áustria. O veículo, que continha dezenas de corpos, foi achado em uma área de descanso de uma estrada do estado de Burgenland, no leste do país (Foto: Dieter Nagl/AFP)

Promotores húngaros apresentaram nesta quinta-feira (4) uma denúncia por tráfico humano contra 11 pessoas acusadas de participação no episódio em que 71 migrantes morreram sufocados dentro de um caminhão frigorífico na Áustria em 2015.

Segundo um comunicado do escritório da procuradoria da região de Bács-Kiskun, foi pedida prisão perpétua para quatro deles por assassinato com agravante e, para o restante, prisão e expulsão do país.

Os quatro homens, diz o comunicado, participaram diretamente do transporte dos migrantes e o restante dos acusados mantinha uma rede que ganhou centenas de milhares de euros com o tráfico humano.

O caminhão deixou a Hungria com dezenas de pessoas e foi encontrado no dia 27 de agosto de 2015 em uma estrada do estado austríaco de Burgenland. A polícia encontrou dentro dele os corpos de 59 homens, oito mulheres e quatro crianças.

Autópsias indicaram que os imigrantes, muitos deles sírios, morreram asfixiados.

Em 2015, dezenas de milhares de imigrantes de regiões em crise no Oriente Médio e na África atravessaram a Europa a pé em busca de refúgio usando a “rota dos Bálcãs do Oeste”.

Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui