Público vacinado e rastreamento: como será o 1º evento-teste de SC na pandemia

Grupo de trabalho, que inclui Secretaria da Saúde, é responsável pela organização. Evento é gratuito e ocorre em 29 de julho em Florianópolis para um público de até 548 pessoas


0
Camerata Florianópolis (Foto: Tóia Oliveira)

O primeiro evento-teste de Santa Catarina na pandemia da Covid-19, para entender melhor os limites das atividades do setor durante esse período, será em 29 de julho em Florianópolis. Quem assistir ao espetáculo, da Camerata da cidade, será acompanhado por 15 dias depois do concerto. No evento, que é gratuito, o grupo vai apresentar o Concerto para Piano e Orquestra N. 5 “Imperador”, de Ludwig van Beethoven, e o Concerto para Violino e Orquestra de Cordas em Ré menor, de Felix Mendelssohn. A apresentação será no Teatro Ademir Rosa, no Centro Integrado de Cultura (CIC). Poderão participar apenas moradores da Grande Florianópolis que tenham recebido, há pelo menos 21 dias, a segunda dose da vacina contra a Covid-19. Os interessados devem fazer a inscrição até domingo (25) via internet para conseguir os ingressos. Os espectadores, músicos e produtores devem cumprir uma série de regras sanitárias Elas foram concebidas por um grupo de trabalho que atua desde o início do ano, formado pela Agência de Desenvolvimento do Turismo de Santa Catarina (Santur), Secretaria de Estado da Saúde, Vigilância Sanitária de Florianópolis e representantes do segmento de eventos. Depois da apresentação, os espectadores serão acompanhados por uma equipe de pesquisadores da Universidade do Vale do Itajaí (Univali) e Universidade do Sul de Santa Catarina (Unisul), com apoio do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) e Fundação Catarinense de Cultura (FCC).

As regras sanitárias são as seguintes:

– espectadores precisam preencher termo de aceite na inscrição, já que o evento também servirá como pesquisa científica

– serão aceitas até duas pessoas para ocuparem poltronas lado a lado. Para isso, o espectador deve informar o nome do acompanhante no momento da inscrição

– espectadores, músicos e produtores farão o teste da Covid-19 na segunda-feira (26)

– haverá aferição de temperatura de todos os visitantes na entrada

– é obrigatório o uso de máscara PFF2 sem válvula durante o espetáculo

– haverá controle por QR code na entrada, para que depois seja feito o acompanhamento do espectador por 15 dias

– é proibido o consumo de comida e bebida dentro do teatro

A apresentação será às 20h para um público máximo de 548 pessoas. A abertura do teatro ocorre às 19h30, organizada por setor e filas. O espetáculo tem duração de 1h20. A saída será por setor e filas para evitar aglomerações. Depois da apresentação, os espectadores não poderão ficar no CIC. Haverá um mestre de cerimônia para orientar o público. Os lugares são marcados. O mapa será feito um dia antes do evento, já que haverá afastamentos pré-definidos entre as poltronas. Também vai haver sinalização para entrada no CIC desde o estacionamento, para evitar aglomerações. Serão três portas de acesso.

Monitoramento

Depois da apresentação, uma equipe de pesquisadores vai monitorar os participantes por telefone, Whatsapp ou SMS por 15 dias. A coordenadora-geral do evento, Eveline Orth, explicou que eles vão verificar se as pessoas que estiveram no teatro estão com algum sintoma da Covid-19. Em caso positivo, o paciente será chamado para testagem.

Eventos no Brasil e no mundo

Em São Paulo, o governo preparou o primeiro evento-teste, que começou na quarta (21) e continua nesta quinta (22). Ele ocorreu em Santos. A Expo Retomada faz parte de um calendário com 30 eventos. Os participantes serão acompanhados pelo governo estadual por duas semanas. No dia 27 de março, cinco mil pessoas participaram de um show em Barcelona, na Espanha, para testar eventos pós-pandemia. Todas precisaram usar máscaras e passar por um teste de Covid antes de entrar na arena, mas manter o distanciamento não foi necessário. Já em um festival de música aconteceu na cidade de Utrecht, na Holanda, entre os dias 3 e 4 de julho. Cerca de mil pessoas foram infectadas pelo coronavírus. As autoridades acrescentaram que o número pode aumentar, pois 20 mil pessoas assistiram aos dois dias de shows em espaço aberto do Festival Verknipt.

Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui