Queiroga diz ter garantido 30,5 milhões de doses de vacina contra a Covid-19 em abril

Cronograma mencionado por ministro da Saúde se refere ao número estimado, mas que ainda depende da entrega por parte da Fiocruz e Butantan


0

O Ministério da Saúde lançou, nesta segunda-feira (12), a campanha da vacinação nacional contra a gripe, que começou hoje e vai até o dia 9 de julho. Mas o assunto principal da entrevista coletiva do ministro Marcelo Queiroga foi sobre a compra de novos imunizantes contra a Covid-19.

Queiroga afirmou que, por enquanto, tem garantido 30,5 milhões de doses de imunizantes em abril. “O cronograma se refere à doses estimadas, porque depende da entrega. Neste mês, temos assegurados 30,5 milhões de vacinas, que são as produzidas na Fiocruz e no Butantan. Havia possibilidade da Covaxin, do laboratório Bharat Biotech, mas infelizmente a Anvisa não autorizou e tivemos que tirar essas doses da previsão”, explicou o ministro.

Além disso, Marcelo Queiroga afirmou que a falta de imunizantes não acontece só no Brasil, visto que o consórcio Covax Facility, coordenado pela Organização Mundial de Saúde (OMS), não está conseguindo fazer as entregas prometidas. “Há uma carência de vacinas no mundo. Deveríamos ter recebido em janeiro vacinas do consórcio Covax Facility e está atrasado. Temos falado diretamente com o Tedros Adhanom, diretor-geral da OMS, e os problemas estão em todos os lugares”, afirmou.

Fonte: Correio do Povo


DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui