“Quem vai definir se vai abrir, ou não, é a demanda”, pontua Kiko Weimer, ao celebrar aprovação de projeto

O presidente do Sindilojas estima que, neste início, haverá bom contingente de lojas abrindo aos domingos, mas não se manterão abertas se a demanda não for adequada


0
Kiko Weimer, presidente do Sindilojas (Foto: Rodrigo Gallas)

“Quem vai definir se vai abrir, ou não, é a demanda”, pontua o presidente do Sindicato dos Lojistas do Comércio do Vale do Taquari (Sindilojas), Francisco Weimer dos Santos, o Kiko Weimer.

A fala foi realizada em entrevista ao programa Panorama desta quarta-feira (1º), ao celebrar a aprovação do projeto, que permite a abertura do comércio aos domingos, sem negociação com o sindicato. Em Lajeado, como é novidade, haverá bom contingente de lojas querendo abrir aos domingos, mas não se manterão abertas, se a demanda não for adequada. “Não vão ter o retorno necessário e vão voltar atrás.”

Para o dirigente, agora Lajeado se igual a quase totalidade dos municípios do estado, com esta possibilidade de abertura, sem a negociação. “Quando tu coloca um item que tem que ter a negociação dos sindicatos,[..] é só colocar um valor alto que não vai haver o acordo. Graças a deus, nos últimos dois anos, temos conseguido fazer acordos. Inclusive, tá possuímos acordo para trabalhar em dois domingos antes do Natal”, cita

 

Leia também:

A proposta, que passou pelo crivo dos vereadores na sessão da Câmara de Vereadores desta terça-feira (30), vai, agora, para sansão do prefeito de Lajeado, Marcelo Caumo.

Weimer ainda disse que esta aprovação do projeto fechará com chave de ouro sua gestão frente ao Sindlojas. O dirigente segue à frente do sindicato até março de 2022.

Texto: Rodrigo Gallas
web@independente.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui