Rabino declara a fiéis que vacina contra Covid-19 pode “transformá-los em gays” 

Líder religioso de Israel faz parte de ala ultraortodoxa do judaísmo.


0
Foto: Ilustrativa

Daniel Ansor, um rabino muito popular em Israel, fez uma alegação falsa sobre a vacinação contra o novo coronavírus, ao pedir que seus seguidores não se imunizassem, pois isso poderia “transformá-los” em homossexuais.

A declaração não foi bem aceita pela comunidade Haredi, conhecida por ser uma ala ultra ortodoxa do judaísmo, que havia pedido para seus rabinos que tomassem todas as precauções contra a pandemia, incluindo a vacinação.

Em um sermão, Ansor declarou, sem qualquer confirmação de evidência, que “qualquer vacina feita com substrato embrionário, e temos evidências disso, causa tendências opostas. As vacinas são tiradas de um substrato embrionário, e eles faziam isso aqui também, então pode causar tendências opostas.”

Além disso, alega que a pandemia da Covid-19 foi criadas por um “governo globalista e maligno”, que seria formado por maçons, illuminatis, Bill Gates e outros que estariam “tentando estabelecer uma nova ordem mundial”.

Uma organização judaica que promove a tolerância, em resposta ao rabino, declarou, ironicamente, “que está se preparando para dar as boas-vindas aos novos membros”.

Fonte: Portal IG

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui