Receita recebe 324 pedidos de exoneração após corte de verba

Quantia de R$ 1,8 bilhão do orçamento do órgão será usada para pagar reajuste a policiais; Sindifisco quer discutir greve geral


0

Após a aprovação do Orçamento de 2022 pelo Congresso Nacional, nesta terça-feira (21), 324 delegados, adjuntos e chefes de divisão que representam a base operacional da Receita Federal deixaram seus cargos comissionados até o início na tarde desta quarta (22). Eles protestam contra o corte no orçamento do órgão para bancar o reajuste salarial para policiais federais. Segundo o Sindifisco (Sindicato dos Auditores Fiscais da Receita Federal), o número de servidores que pretendem entregar o cargo pode passar de 500.

O Sindicato convocou assembleia para discutir uma possível greve geral na quinta-feira (23). De acordo com a entidade, o projeto de lei orçamentário proposto pelo relator, o deputado Hugo Leal (PSD-RJ), descumpriu acordo para regulamentação do pagamento de bônus aos servidores do órgão.

Além disso, o Sindifisco afirma que foi feito um corte de aproximadamente R$ 1,8 bilhão no orçamento da Receita Federal em 2022 com o objetivo de bancar os reajustes prometidos pelo governo a categorias de policiais.

Fonte: R7


DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui