Receitas de TV e venda de Fuchs devem amenizar a crise no Inter

Colorado está próximo de se acertar com a Turner e também de finalizar a transferência do zagueiro para o futebol europeu.


0
Foto: Ricardo Duarte / Internacional

As dificuldades financeiras do Inter estão longe de serem resolvidas, mas tudo indica que os cofres do clube receberão um fôlego extra nas próxima semanas, que pode chegar a quase R$ 80 milhões. Uma parte vem da Turner, que está próxima de fechar um acordo com os clubes para a transmissão dos jogos do Campeonato Brasileiro. A outra vem da venda de Bruno Fuchs para o futebol europeu, que está sendo alinhavada nos bastidores.

O valor ajudará a fazer frente à queda nas receitas e ao histórico déficit registrado nos primeiros meses de 2020, quando o Inter, assim como todos os clubes brasileiros, foi afetado pela paralisação do futebol. De acordo com levantamento feito ainda no início da pandemia, a quebra de caixa pode ultrapassar os R$ 100 milhões.

A Turner tem mais um ano de contrato com o Inter. Pelo acordo original, a emissora teria que pagar R$ 31,5 milhões ao clube de forma parcelada a partir de maio, data prevista para o início do Brasileirão.

Como a competição não começou na data, a Turner não fez os repasses previstos. Além disso, passou a discutir o contrato, alegando que os clubes descumpriram algumas de suas cláusulas. O Inter, por sua vez, também notificou a emissora alegando quebra de contrato.

O jogo do último sábado já foi transmitido pela Turner, um sinal claro de que o conflito está no fim. “Teremos novas reuniões entre a Turner e os clubes. Acreditamos que vamos chegar a um acordo bom para todos”, destacou o 2º vice-presidente do Inter, Alexandre Chaves Barcellos, que lidera as negociações com a empresa.

Como a competição não começou na data, a Turner não fez os repasses previstos. Além disso, passou a discutir o contrato, alegando que os clubes descumpriram algumas de suas cláusulas. O Inter, por sua vez, também notificou a emissora alegando quebra de contrato.

O imbróglio segue, mas houve nova aproximação. O jogo do último sábado já foi transmitido pela Turner, um sinal claro de que o conflito está no fim. “Teremos novas reuniões entre a Turner e os clubes. Acreditamos que vamos chegar a um acordo bom para todos”, destacou o 2º vice-presidente do Inter, Alexandre Chaves Barcellos, que lidera as negociações com a empresa.

Saída de Fuchs

A outra fonte extra de recursos vem da iminente venda de Bruno Fuchs. O zagueiro do Inter é observado por clubes da Europa há bastante tempo, mas a atenção aumentou depois que ele esteve no grupo que conquistou a vaga nos Jogos Olímpicos de Tóquio, no começo do ano.

Desde então, surgiram várias sondagens. O Monaco, que disputa o Campeonato Francês, acompanha a evolução de Fuchs deste o final do ano passado. O Manchester City, da Inglaterra, e até o Milan, da Itália, também teriam interesse no defensor. Mais recentemente, o zagueiro chamou a atenção do Lille, da França.

Os dirigentes admitem as conversas, mas evitam dar detalhes. Nos bastidores, fala-se que o Inter aceitaria uma proposta próxima dos 8 milhões de euros (mais de R$ 50 milhões atualmente).

Fonte: Correio do Povo

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui