Redes sociais “matam pessoas” ao espalhar desinformação sobre covid, diz presidente americano

Facebook afirma que presidente dos EUA fez acusações que “não são baseadas nos fatos”


0
Presidente Joe Biden (Foto: Adam Schultz / White House)

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, afirmou nessa sexta-feira (16) que redes sociais estão “matando pessoas” durante a pandemia da covid-19 ao espalharem desinformação. Biden foi questionado por um jornalista sobre qual mensagem enviaria a plataformas como Facebook. O presidente norte-americano respondeu: “A única pandemia que temos é entre os não vacinados. Elas [redes sociais] estão matando pessoas”.

Em nota, o Facebook afirmou que Biden fez acusações que “não são baseadas nos fatos”. “O fato é que mais de 2 bilhões de pessoas já viram informações precisas sobre covid-19 e vacinas no Facebook, o que é mais do que em qualquer outro lugar da internet. Mais de 3,3 milhões de pessoas nos Estados Unidos também usaram nosso recurso de busca de vacina para encontrar onde e como ser vacinado. Os fatos mostram que o Facebook está ajudando a salvar vidas”, declarou a rede social.

A Casa Branca tem criticado as redes sociais por manterem em suas plataformas conteúdos que levam à desinformação sobre a pandemia, em especial sobre vacinação.

O país tem registrado alta no número de novos casos diários de covid-19. A transmissão está aumentando entre as pessoas mais jovens e não vacinadas.

Dados do Centro para Controle e Prevenção de Doenças (CDC) mostram que 55,9% dos cidadãos dos EUA receberam pelo menos uma dose de vacina anticovid e 48,4% estão completamente imunizados.

Os Estados Unidos enfrentam uma estagnação na vacinação, causada principalmente por 3 motivos: a polarização política, dúvida em relação à ciência e falta de informação, especialmente entre eleitores republicanos e de áreas rurais.

Fonte: Poder360

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui