Região ainda mantém o costume de morar no interior e trabalhar na cidade

"Trabalho na cidade, mas não troco o interior por nada", fala Adelar Lenhardt


0
Ademar Lenhardt (46), morador da Barra da Forqueta, em Arroio do Meio (Foto: Joel Alves)

Muitas pessoas do Vale do Taquari escolheram morar no interior e trabalhar na cidade. É o caso de Ademar Lenhardt (46), morador da Barra da Forqueta, em Arroio do Meio, que se criou na localidade e aos 18 anos foi trabalhar na cidade, mas não largou o interior.

Mesmo depois de casar, Lenhardt escolheu morar próximo dos pais e criar seus filhos no interior. Ao ir trabalhar, ele deixa tarefas para seus filhos de 9 e 14 anos, assim eles se mantêm ocupados e ficam menos tempo envolvidos com equipamentos eletrônicos.

“Quando estou trabalhando não me preocupo com meus filhos, pois sei que estão ocupados e em um lugar relativamente seguro”, diz Lenhardt.


ouça a reportagem


 

Uma das vantagens de morar no interior é a segurança, onde ainda se pode dormir sem muitas preocupações. Outra vantagem é o contato com a natureza. Muitas famílias possuem uma extensa área verde, alguns animais e geralmente um canteiro, onde colhem muito do que consomem no dia a dia.

Em alguns casos a maior dificuldade é a distância entre o local de trabalho e sua casa. Por isso precisam acordar mais cedo e o gasto com combustível é maior. Além de algumas estradas de chão batido muito ruins e a poeira. Sem falar que estão mais distantes de atendimento médico em casos de urgência.

“Aqui estamos mais distantes e acordamos mais cedo, mas não troco por nada morar no interior”, fala convicto Ademar Lenhardt.

Texto: Joel Alves

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui