Região do parque de Yellowstone, nos EUA, registra inundações “sem precedentes”

Enchentes destruíram pontes e rodovias, deixando comunidades e pessoas ilhadas; o parque está fechado para visitantes


0
Foto: Reprodução/Twitter @YellowstoneNPS

O Parque Nacional de Yellowstone, nos Estados Unidos, permanecerá fechado para visitantes pelo menos até quarta-feira (15) devido à possibilidade de novas inundações, que levaram à evacuação do parque e deixaram algumas comunidades vizinhas isoladas sem água potável, segundo autoridades.

O parque anunciou na tarde de segunda-feira (13) que todas as entradas estavam fechadas para visitantes, citando “eventos recordes de inundação” e uma previsão de mais chuva por vir.

“Nossa primeira prioridade foi evacuar a seção norte do parque, onde temos várias falhas em estradas e pontes, deslizamentos de terra e outros problemas”, destacou o superintendente de Yellowstone, Cam Sholly, em comunicado.

Logo ao norte de Yellowstone, várias cidades do condado de Park, em Montana, também sofreram com as chuvas, que destruíram pontes e estradas, tornando as viagens inseguras ou impossíveis de transitar, disseram autoridades locais. Também foram emitidos alertas em muitas áreas para que os moradores evitem beber água local devido a um encanamento de água quebrado e poços submersos.

A cidade de Gardiner, no condado de Park, localizada na entrada norte de Yellowstone, está isolada e cercada por água. As fortes chuvas destruíram pontes e estradas, segundo a administração local.

A CNN tentou contato com as autoridades do condado de Park para confirmar quantas pessoas foram afetadas, mas não obteve retorno.

Muitas estradas e pontes são inacessíveis, assim como algumas linhas de trem. Outras permanecem liberadas apenas para emergências. A Guarda Nacional e grupos locais estavam realizando evacuações, resgates na água e transporte aéreo.

Autoridades alertaram, nesta terça-feira (14), os moradores que animais selvagens poderiam invadir as propriedades, como ursos e veados.

“O rio nunca esteve tão alto antes”, disse Elizabeth Aluck, moradora de Gardiner. Aluck afirmou à CNN na tarde de segunda-feira que não pode sair do local porque as estradas e pontes ao redor de sua casa estão destruídas.

Uma família de Indiana, hospedada em uma cabana na região, pontuou à CNN que deveria partir na segunda-feira de manhã, mas a inundação os deixou presos.

“Os níveis de água estavam altos no sábado, mas nas últimas 10 a 12 horas as coisas ficaram mais difíceis”, ressaltou Parker Manning. “Nossa saída da cidade seria para o norte, mas essas estradas estão atualmente todas submersas”, adicionou.

O rio Yellowstone, que atravessa o parque e várias cidades do condado de Park, atingiu o maior nível na segunda, devido às fortes chuvas e ao escoamento significativo da neve derretida em altitudes mais altas, de acordo com o meteorologista da CNN Brandon Miller.

O medidor do curso d’água, localizado em Corwin Springs, Montana, atingiu 4,2 metros, superando a máxima histórica de 3,5 metros de 1918, de acordo com dados da Administração Oceânica e Atmosférica Nacional dos EUA.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui