Reitores dizem que corte previsto para educação em 2021 pode inviabilizar atividades em universidades federais

A retomada do ensino presencial durante a pandemia de Covid-19 agrava ainda mais a situação.


0
Foto: Reprodução / EPTV

Em meio à readequação imposta pela pandemia, universidades e institutos federais de ensino deverão enfrentar em 2021 um obstáculo extra para a retomada das aulas presenciais: um orçamento ainda mais enxuto. A notícia da previsão de corte de R$ 1,43 bilhão nas verbas para as federais chega dentro de um quadro em que houve mais gastos com a expansão de vagas sem que os recursos aumentassem na mesma proporção. A retomada do ensino presencial durante a pandemia de Covid-19 agrava ainda mais a situação: reitores preveem gastos mais altos com a compra de equipamentos de proteção, reforços nas equipes de limpeza e adaptações nas salas de aula e nos sistemas de ventilação. Nessa última segunda (10) o Ministério da Educação disse que, dos R$ 4,2 bilhões que podem sair do orçamento do ano que vem, R$ 1 bilhão deixará as mãos das universidades e R$ 434,3 mil, dos institutos federais. O número de matriculados nessas instituições totaliza 1,2 milhão de estudantes. Fonte: G1

Vereadora de Lajeado retoma atividades após recuperação da Covid-19

Depois de algumas semanas com encontros presenciais, a Câmara de Lajeado voltou a fazer sessão online nesta terça-feira (11). O motivo, sintomas do novo coronavírus em uma das servidoras. Também marcou o encontro o retorno da vereadora Mariela Portz (PSDB), afastada durante três semanas após ter contraído o novo coronavírus. A parlamentar compartilhou a sua experiência com a doença. A forma das próximas sessões da Câmara de Lajeado, se online ou presencial, será avaliada pela Mesa Diretora. Os sete projetos de lei que estavam na pauta do dia receberam aprovação unânime da casa. NR

Acidente em bonde turístico na França deixa feridos; queda de raio causou falha elétrica, diz TV

Ao menos 12 pessoas ficaram feridas após um funicular — veículo semelhante a um bonde — parar abruptamente em Lourdes, no sudoeste da França, nesta segunda-feira (10). De acordo com a emissora France 3, o acidente aconteceu devido a uma falha elétrica causada pela queda de um raio nas redondezas. O veículo, que liga a cidade ao Pico do Jer, fazia o trajeto de descida. A frenagem abrupta do vagão fez os ocupantes se projetarem violentamente contra a frente da cabine. O funicular continuará fechado enquanto durar a perícia, que vai detalhar as causas do acidente. Lourdes, cidade com cerca de 14 mil habitantes no sudoeste da França, é local de peregrinação de católicos do mundo pelo santuário de Nossa Senhora de Lourdes, onde relata-se a aparição da Virgem Maria em 1858. A localidade fica em região montanhosa, aos pés dos Pirineus, que separam a França da Espanha. Fonte: G1

Paraná e Rússia devem assinar nesta quarta-feira acordo sobre vacina contra Covid-19

O governo do Paraná deve assinar, nesta quarta-feira (12), um acordo com a Rússia para produção e distribuição da vacina contra o novo coronavírus Sputnik V. A cerimônia para a celebração do convênio está prevista para ocorrer às 14h. Na terça-feira (11), o presidente russo, Vladimir Putin, divulgou que a vacina foi a primeira registrada no mundo. A vacina russa é questionada pela comunidade internacional porque se sabe pouco sobre sua eficácia. O site oficial sobre a pesquisa afirma que, no dia 1° de agosto, os testes de fase 1 e 2 foram concluídos. A Organização Mundial de Saúde (OMS) recomenda que sejam realizadas três etapas de testes. Fonte: G1

Delegado diz que agressão a entregador em shopping do Rio segue investigada como crime de racismo

O delegado da 37ª DP (Ilha do Governador), Marcus Henrique Alves, disse estar convencido de que a agressão contra o entregador Matheus Fernandes, de 18 anos, segue sendo investigada como um crime de racismo. O jovem denunciou que foi agredido e ameaçado no Ilha Plaza Shopping, na Ilha do Governador, na Zona Norte do Rio. Matheus Fernandes, de 18 anos, prestou um novo depoimento na tarde desta terça-feira (11) e foi acompanhado pela mãe, Alice Fernandes, e pelo tio, Jaime Fernandes, que é advogado. O entregador levou o boné que usava durante a abordagem dos policiais militares no shopping. Em um depoimento prestado nesta segunda-feira (10), os PMs Gabriel Izau e Diego da Silva afirmaram que o jovem levantou suspeitas porque o boné fazia referência a um dos chefes do tráfico de drogas do Morro do Dendê, na Ilha do Governador. O entregador afirmou que achou o boné no chão e que já tinha usado em outras vezes, inclusive no mesmo shopping. Matheus disse que não sabia o significado das palavras e que os policiais não chegaram a falar sobre o boné durante a abordagem. Fonte: G1

Lei autoriza repasse de R$ 20 milhões para reconstrução do Museu Nacional no RJ

A Assembleia Legislativa do Estado (Alerj) autorizou o Fundo Especial do Parlamento Fluminense repassar R$ 20 milhões à Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) para revitalização do Museu Nacional. A autorização do repasse veio após o governador Wilson Witzel (PSC) sancionar a Lei 8.871/20, publicada em edição extra do Diário Oficial na última segunda-feira (10). Originalmente, o texto é de autoria dos deputados André Ceciliano (PT), presidente da Alerj, Waldeck Carneiro (PT), Flávio Serafini (Psol) e Renan Ferreirinha (PSB). Em setembro de 2018, um incêndio destruiu o Museu Nacional, que continha o maior acervo de história natural e de antropologia da América Latina. A instituição, unidade da UFRJ, deve receber o repasse para sua reconstrução após a apresentação de plano de trabalho executivo à Alerj, de maneira que as ações realizadas sejam estabelecidas, além das despesas e do cronograma de desembolso. Fonte: CNN

Museu em Londres volta a receber visitantes após quase cinco meses fechado

O Museu de História Natural de Londres, o mais visitado da Europa, voltou a receber turistas depois de quase cinco meses fechado. A visita continua gratuita, mas é preciso reservar o bilhete com antecedência. O local teve de passar por uma série de mudanças para reabrir com segurança, como treinamento da equipe, disponibilização de álcool gel em vários pontos e obrigatoriedade de máscara para todos os visitantes com mais de 11 anos. A capacidade também foi bastante reduzida, de 25 mil pessoas por dia para 3 mil. Os principais museus de Londres devem reabrir até o fim de setembro. Fonte: CNN

Pecuária do RS conquista classificação de livre de febre aftosa

O Rio Grande do Sul conseguiu importante conquista para o setor de pecuária. Nesta terça-feira, a ministra da Agricultura, Tereza Cristina assinou instrução normativa que reconhece o Estado como zona livre de febre aftosa. A classificação passa a vigorar em 1º de setembro, e a IN deve ser publicada no Diário Oficial da União desta quarta-feira. “Com a retirada da vacina, o Estado poderá alcançar 70% dos mercados mundiais disponíveis”, afirma o secretário da Agricultura, Covatti Filho. Ele observa que 2020 será o último ano com vacinação no RS. A partir do reconhecimento pelo Ministério, a Secretaria comunica a mudança para a Organização Mundial de Saúde Animal (OIE), que concede a certificação da evolução do status sanitário, abrindo portas para mercados não acessados pelos criadores gaúchos. Fonte: Correio do Povo

Produção e apresentação: Júlio César Lenhard
Próxima edição: hoje, ao meio-dia.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui