Relatório da ONU alerta para risco de fome na Coreia do Norte

O país enfrenta múltiplas sanções internacionais por seus programas nuclear e balístico, que avançaram rapidamente sob o governo de Kim


0
Foto: Reprodução

A população mais vulnerável da Coreia do Norte enfrenta risco de fome com o agravamento da situação econômica provocada pelo bloqueio imposto pelo país para combater o coronavírus e as sanções internacionais por seu programa nuclear, segundo um relatório da ONU.

No início do ano passado, o comércio com a China, principal aliada da Coreia do Norte diminuiu muito, em grande parte por causa de uma estratégia dos norte-coreanos para tentar se proteger do coronavírus. Em julho, o canal estatal KCTV admitiu que a Coreia do Norte enfrentava uma crise alimentar e que o setor agrícola do país não consegue alimentar a população.

No mesmo mês, o dirigente Kim Jong-un declarou que a situação alimentar estava ficando tensa. O relatório foi redigido por Tomas Ojea Quintana, relator especial da ONU para direitos humanos. No texto, ele afirma que os norte-coreanos lutam diariamente para levar uma vida com dignidade e o agravamento da situação humanitária pode virar uma crise.

Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui