Renúncia coletiva de membros do governo aprofunda crise de Boris Johnson

Premiê britânico vê derretimento de seu apoio e isolamento crescente após último escândalo do governo envolvendo indicação de político acusado de má conduta sexual


0
Foto: Leon Neal/Pool via

O britânico Boris Johnson tenta se agarrar ao poder, nesta quarta-feira (6), com o derretimento do apoio do cada vez mais isolado primeiro-ministro, gravemente ferido pela renúncia de uma série de colegas de alto escalão que disseram que ele não estava apto para governar. Já são ao menos 37 membros do governo do Reino Unido que pediram para sair. Dos 22 que compõem o gabinete do premiê, o núcleo duro do governo, dois já saíram.

Os ministros das Finanças e da Saúde de Johnson renunciaram na noite desta terça-feira (5) após o último escândalo atingir o governo, provocando a saída de membros do governo e a retirada do apoio de legescândalo atingir o governo, provocando a saída de membros do governo e a retirada do apoio de legisladores leais.

Com a maré de demissões aumentando, alguns questionaram se o primeiro-ministro poderia preencher as vagas.

Fonte: CNN

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui