Representantes do setor de entretenimento promovem manifestação contra decretos, em Lajeado

Ato visa protestar contra restrições ao segmento, em função da pandemia. Empresários e trabalhadores prometem bloquear tráfego de veículos na BR-386, nesta quinta-feira.


12
Foto: Ilustrativa

Descontentes com os novos decretos estadual e municipal, que restringem diversas atividades presenciais em virtude da evolução da pandemia do novo coronavírus, representantes do setor de eventos programam protesto em diversas cidades do Rio Grande do Sul nesta quinta-feira (3). Em Lajeado, DJ’s, motoristas de vans proprietários de casa de shows e similares, além dos demais envolvidos direta ou indiretamente no mercado de eventos sociais, pretendem bloquear o tráfego de veículos na BR-386.

Conforme a organização do ato, os manifestantes vão se concentrar nas imediações do acesso ao Bairro Montanha, no km 347 da rodovia, nas proximidades dos Guinchos Sansão. Ainda de acordo com os idealizadores do movimento, a manifestação com interrupção total do fluxo de veículos na BR-386 deve acontecer pela manhã, com início marcado para às 9h, com tempo de duração ainda a ser definido.

Uma manifestação estadual está prevista para ocorrer na sexta-feira (4), às 14h, em frente ao Palácio Piratini, sede do executivo gaúcho, em Porto Alegre. A mobilização visa pressionar o governo estadual a flexibilizar as restrições impostas aos segmentos do entretenimento, festas e eventos. LF


12 Comentários

  1. Estes ditos ëmpresários só pensam no lucro fácil não se importam com a saúde da população o governo municipal e estadual estão certíssimos com as restrições, festas, bailes, shows servem muito bem para arruaceiros encherem a cara e causar acidentes pra depois nós pagarmos a conta!!!

    • Vc deve ser funcionario publico ou um sustentado pelos pais pra ter um tipo de comentario destes fica 9 meses sem conseguir traser renda pra sua casa ai vc pensaria diferente

    • aí o Mário acorda pra vida , deixa de ser idiota as pessoas perdendo emprego passando fome .. e vc com esse seu discurso de burguês acorda pra vida

  2. Comentar sem foto deve ser algum terneiro da prefeitura,pessoal só quer alguma luz pois estão parados sem arrecadação a meses consegui te imaginar na pele deles ????acho que não pois mamar alguma teta é fácil!!

  3. Número de casos de contaminados só vem crescendo e alguns ibecis acham que está correto as aglomerações. Espero que quem seja um desses apoiadores das junções não venham a precisar de recursos como iria pois não tem mais onde colocar tantos infectados .

  4. Muita sacanagem, só acabar as eleições, que volta o vírus..
    Quando estavam fazendo campanha etc.. tá tudo certo..
    Se o governador e prefeitos perdessem parte do salário por causa do corona vírus, acho que TMB não iam querer parar o comercio

  5. Protestar e se manifestar é uma coisa,fechar rodovias é outra brm diferente.Nunca concordei quando as quadrilhas ptralhas faziam isso e não é agora que vou concordar.O que os usuários da rodovia tem a ver com isso? Se ficarem na lateral da pista,sem interromper,tem o meu apoio.Achei que a época de fazer arruaça em rodovias já tinha passado.

  6. Tiveram 9 meses para se preparar, ir atrás de mais leitos, ir atrás de aparelhagem, passa um dia após as eleições e querem fechar tudo, nítido que é jogada politica, não podemos parar nossas vidas, temos que nos adequar e aprender a conviver com o vírus, não fugir dele.

  7. O governo está despreparado! Mesmo com “poucos” casos antes das eleições, deveriam nessa época restringir com mais cautela as aglomerações. Por que a polícia não interferiu nas festas que houve logo após o resultado das eleições?? E não eram festas particulares, era na rua/parque mesmo!
    Mais uma vez o comércio tem que ser prejudicado????? Ainda mais agora com a chegada das comemorações de final de ano e alta temporada de verão????

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui