“Respeito e responsabilidade no trânsito, essas duas palavras salvam vidas”, afirma especialista na área

Ordeli Savedra Gomes fala sobre a campanha Maio Amarelo e as recentes alterações no Código Brasileiro de Trânsito


1
Foto: Tiago Silva

O programa Redação no Ar desta sexta-feira (28) discutiu a responsabilidade dos motoristas e as alterações recentes no Código de Trânsito Brasileiro (CTB) com Ordeli Savedra Gomes. Ele é tenente-coronel da reserva da Brigada Militar, proprietário da empresa “Trânsito Brasil de A a Z”, autor de livros na área e um dos pioneiros no movimento Maio Amarelo no Rio Grande do Sul. Para o especialista, o comportamento é fundamental para bons indicadores. “Respeito e responsabilidade no trânsito, essas duas palavras salvam vidas”, afirma.


ouça a entrevista

 


 

Conforme explica Gomes, a ideia do Maio Amarelo é criar um movimento e uma mobilização em prol de maior segurança nas estradas. Ele surge em 2014, numa ideia do Observatório Nacional de Segurança Viária, e procura fazer com que órgãos de governo e a sociedade tenham mais informações e consciência ao dirigir.

No Rio Grande do Sul, essa campanha levou a uma queda nos indicadores. Apesar disso, “ainda é muita gente que morre no trânsito”, lamenta Gomes. “O principal responsável pelo sucesso e pelo êxito da viagem é aquela pecinha que está entre o banco e o volante. Se aquela pecinha não funcionar, não adianta”, destaca.

Gomes avalia que o público de faixas etárias mais jovem é aquele que mais se envolve em acidentes “pela falta de responsabilidade própria e educação mais adequada de segurança no trânsito”. “Por isso que as noites dos finais de semana são mais complicadas para o trânsito e para a polícia”, observa.

O especialista percebe que as alterações recentes no CBT, que entraram em vigor em 12 de abril, trouxeram flexibilizações que beneficiam os infratores, mas também clarearam alguns cenários na legislação.

Gomes ministra cursos sobre trânsito. Atualmente, realiza uma formação a duas turmas de agentes em Lajeado. De acordo com ele, a legislação requer maior conhecimento específico e contato com a tecnologia. “Hoje é tudo eletrônico e digitalizado”, afirma.

1 comentário

  1. O assunto de segurança no trânsito anda um pouco esquecido. O Maio Amarelo não tem recebido muita atenção ultimante mas o trânsito dentro das cidades, em especial Lajeado tem cada vez mais motoristas apressados, motos que fazem o que querem, e pedestres que não respeitam as sinaleiras e as regras para todos!! Urgente dar mais atenção a este assunto que já foi pauta importante com iniciativas muito boas de forma ampla e abrangente inclusive de faixa etárias.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui