Reunião com proprietários de barracas dá seguimento à organização da Semana Farroupilha 2022 em Muçum

Serão 12 dias de culto à tradição gaúcha, junto à Praça Matriz


0
Foto: Divulgação

A Semana Farroupilha de Muçum está de volta em 2022, de 9 a 20 de setembro. Serão 12 dias de culto à tradição gaúcha, junto à Praça Matriz. A organização da realização, considerada uma das maiores do Estado no âmbito tradicionalista, ganhou seguimento na noite desta terça-feira (21), na Câmara Municipal de Vereadores. Os proprietários de barracas foram recebidos pela Administração Municipal, para apresentação dos novos valores das barracas, a composição da Comissão Organizadora, o horário de funcionamento do Acampamento Crioulo e a identidade visual do evento.

As barracas localizadas nas ruas cobertas, terão o custo de R$ 600 cada. Já as demais, de R$ 500. O pagamento poderá ser feito do dia 1ª a 9 de agosto. As inscrições ocorrerão no dia 13, no mesmo mês. Para esta que será a 32ª edição, estima-se a construção de 120 barracas, entre acampados e pontos comerciais. “Tivemos um acréscimo no valor em relação aos outros anos. Acreditamos que apesar das adequações necessárias, todos proprietários seguirão participando conosco como protagonistas de um evento tão importante para Muçum e região”, observa o vice-prefeito e presidente da próxima edição, Amarildo Baldasso.

O prefeito Mateus Trojan destaca o fato de a edição de 2022 marcar a retomada da Semana Farroupilha de Muçum, após três anos suspensos. Ele planeja um evento com novos recordes de público e vê a integração da comunidade, somada a capacidade de atrair visitantes de todas as partes do Estado, como marcas da promoção. “Planejamos escrever mais um capítulo de sucesso na história de nossa Semana Farroupilha. Que a integração e o enaltecimento dos costumes nativistas estejam em evidência, tendo como protagonistas públicos expressivos”, diz.

Programação

O tradicional Desfile Farroupilha, no dia 20, Dia do Gaúcho, está confirmado. Segundo a organização, a programação geral deverá contar com shows de grandes nomes da música gaúcha, espetáculos de teatro e dança, além de oficinas. “Planejamos um desfile temático, que envolva escolas e os participantes do acampamento”, conta o coordenador de Cultura, Turismo, Esporte e Eventos, Ivan Rodrigues.

O evento é realizado pela administração municipal de Muçum, com apoio do CTG Sentinela da Tradição e produção cultural de ETS Energia e Sonorizações. Os recursos para realização são pleiteados através da Lei de Incentivo à Cultura (LIC), do Governo do Estado do Rio Grande do Sul, além de contrapartida financeira da Prefeitura.

Identidade visual

A nova identidade visual apresentada, tem como objetivo simbolizar o recomeço, uma nova fase de confraternizações, já que o evento esteve suspenso por três anos. O chimarrão é a principal inspiração, além de outros símbolos do tradicionalismo. O material foi desenvolvido pelo publicitário muçunense Diego Coser Stürmer, diretor da agência Destra, de Lajeado.

Comissão organizadora

Presidente: Amarildo Baldasso
Vice-Presidente: Ivan Rodrigues
Secretária: Rafaela Dalmolin Picoli
Tesoureiro: Jucéli Baldasso

Artístico-Cultural

Dolores Cornelli dos Santos
Natâni Rodrigues de Vargas
Marlene Rodrigues de Vargas
Bruna Schneider
Ivan Rodrigues

Fiscalização

Fabrício Scottá
Claudiomiro Mulinari
Rodolfo Pavi
Mauro Chenet
Rafaela Dalmolim Picoli

Financeira

Fabrício Scottá
Jucéli Baldasso
Amarildo Baldasso
Ivan Rodrigues

Turismo e Cultura

Cristiane Viel
Jucéli Balsasso
Tatiane Turatti
Wagner Dalla Libera
Amanda Brustolin Pezzi

Infraestrutura

Amarildo Baldasso
Lauro Fronchetti
Gildo Báo

Divulgação

Júlia Pelegrini Fortunatto
Martina Pelegrini Grieger
Siliandra Araldi
Prendado do CTG Sentinela da Tradição
ETS Energia e Sonorização

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui