Reunião define estratégias para intensificar combate à dengue em Lajeado

Encontro contou com a a presença  de cerca de 100 pessoas, entre agentes e equipes de saúde, vigilâncias Epidemiológica e Ambiental do município


0
Foto: Prefeitura de Lajeado / Divulgação

Reunião na manhã desta terça-feira (26), na prefeitura de Lajeado, discutiu estratégias para intensificar o combate ao mosquito transmissor da dengue, no município. O encontro contou com a a presença  de cerca de 100 pessoas, entre agentes e equipes de saúde, vigilâncias Epidemiológica e Ambiental do município.

O prefeito Marcelo Caumo iniciou a reunião reforçando a importância dos agentes na atuação contra o mosquito e como intermediários no contato com a população.

Já o secretário de Saúde, Cláudio André Klein, esclareceu as principais dúvidas referentes ao mosquito transmissor, como a origem, principais características e sintomas da dengue. Klein destacou que o surto de casos não é apenas em Lajeado.

Até segunda-feira (25), Lajeado registrava 1.668 casos positivos de dengue. A partir da próxima semana, as equipes da Vigilância Epidemiológica e Ambiental vão disponibilizar um mapa de calor mostrando onde foram notificados os casos de dengue, com base nos dados da semana anterior. Conforme a coordenadora da Vigilância Ambiental do município, Catiana Lanius, esses dados são importantes para os agentes reforçarem a atuação nos bairros que apresentaram mais casos.

Na última semana, o mapa de calor apontava para os bairros São Cristóvão, Santo André e Jardim do Cedro como os de maior incidência. Nos primeiros três meses deste ano, a equipe de Vigilância Ambiental realizou um levantamento sobre quais são os principais criadouros do Aedes aegypti. A pesquisa apontou que 24% das larvas são encontradas em vasos e/ou pratos de plantas, 15,5% em bromélias, 10,5% em baldes e 7% em ralos. Os agentes foram orientados a repassar as informações à comunidade e ajudar os moradores a encontrar criadouros em suas casas. Na próxima semana, está previsto o início de uma ação coordenada nas escolas do município para orientar e informar a comunidade escolar e as famílias sobre os cuidados necessários com o mosquito, o combate aos criadouros e a necessidade de manter a atenção mesmo durante o inverno.

A Secretaria do Meio Ambiente, Saneamento e Sustentabilidade está disponível para proferir palestras gratuitas sobre a dengue com informações sobre a transmissão, controle e a doença. Interessados podem agendar diretamente com o Centro de Educação Ambiental pelo telefone (51) 3982-1099. AI/LF

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui