Rio Grande tem ventos de 95km/h e Defesa Civil orienta evitar deslocamentos pela cidade

Previsão é que a partir das 16h os ventos passem dos 100km/h


0
Imagem do ciclone proximo à costa brasileira (Foto: MetSul)

A velocidade máxima dos ventos em Rio Grande já chegou a 95km/h na Barra e na praia do Cassino em virtude da chegada do ciclone Yakecan. A previsão é que a partir das 16h os ventos passem dos 100km/h. A recomendação da Defesa Civil é evitar o deslocamento na cidade. A falta de luz foi registrada em diversos pontos da cidade, especialmente no Cassino.

Foram recolhidos galhos na Avenida Buarque de Macedo, Portugal, Senador Correa e no Cassino. Há um poste com risco de queda na BR 192, próximo ao posto Buffon. Também foram registrados rompimentos de cabos de tv, internet e telefone em diversos pontos da cidade. Há postes com riscos de queda na Ilha Creta, no Parque Marinha, na Rua do Quartel e na Querência. Não há ocorrências de desabrigados ou alagamentos.

Unidades de Saúde, dispositivos de saúde mental, farmácia municipal e setores administrativos encerram suas atividades às 16h. Unidades de Saúde do Taim, Povo Novo, Petroline, Ilha dos Marinheiros, Ilha da Torotama, Quinta e Quintinha terminaram os turnos às 15h30min.

A alteração nos horarios de atendimento não é válida para os serviços de urgência e emergência (SMU e SAMU), Unidades de Pronto Atendimento (Cassino e Junção), Unidades 24h (Parque Marinha) e mistas (Profilurb, Quinta e Rita Lobato), que mantém funcionamento normal.

Todos os dispositivos e setores administrativos encerram as atividades às 16h. As únicas exceções são os Abrigos e Casas de Acolhimento, que devem manter seu funcionamento 24 horas.

A Portos RS também suspendeu as operações portuárias no Porto do Rio Grande e também nos portos de Pelotas e Porto Alegre a partir das 13h desta terça-feira até as 7h de quarta. A decisão leva em consideração os avisos meteorológicos e a nota oficial da diretoria de Hidrografia e Navegação da Marinha do Brasil, emitida nesta segunda. Segundo o comunicado da autoridade portuária, a suspensão considera a previsão de ventos fortes causados pela tempestade subtropical que avança pelo Sul do Brasil.

Fonte: Correio do Povo

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui