Robinho: Justiça italiana confirma condenação de 9 anos por estupro

A defesa do jogador deve entrar com pedido de recurso na Corte de Cassação


0
Foto: Santos/ divulgação

A corte de apelação da Justiça italiana confirmou condenação em segunda instância de Robinho, atacante do Santos, e de seu amigo Ricardo Falco a nove anos de prisão por estupro coletivo de uma jovem albanesa na madrugada de 22 a 23 de janeiro de 2013, numa boate de Milão chamada Sio Café – na época, o brasileiro atuava pelo Milan.

A defesa do jogador saiu cabisbaixa da audiência e afirmou que entrará com pedido de recurso na Corte de Cassação, terceira instância italiana. “[Foi] Uma investigação bem feita, de modo sério, com uma sentença de primeiro grau correta.

Profissionalmente, estou muito satisfeito, principalmente pela vítima”, disse Cuno Tarfusser, procurador do Ministério Público que atuou no caso em segunda instância. O brasileiro foi representado pelos advogados italianos Alexander Guttieres e Franco Moretti – foi este último quem se pronunciou na audiência. Também esteve presente a advogada brasileira Marisa Alijia, que proibiu os advogados italianos de falar com a imprensa brasileira.

Fonte: Uol

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui