Nova variante do coronavírus ganha força e preocupa cientistas

O edital de abertura terá publicação ainda neste mês. O valor das inscrições é de R$ 110,00


0
Foto: Reprodução/shutterstock

O coronavírus gerou mais uma mutação super contagiosa que preocupa os cientistas, pois ganha terreno na Índia e aparece em vários outros países, incluindo os Estados Unidos. A variante chamada BA.2.75 pode se espalhar rapidamente e contornar a imunidade de vacinas e infecções anteriores. Não está claro se pode causar doenças mais graves do que outras variantes da ômicron. O registro de casos de doentes com o novo agente infeccioso nos Estados Unidos, Austrália, Canadá, Nova Zelândia, Japão e Reino Unido faz com que os cientistas acreditem que esse vírus seja mais transmissível que as variantes e subvariantes detectadas até agora. Fonte: Correio do Povo

RS autoriza abertura de concurso público para professores da rede estadual com 1,5 mil vagas

O Governo do Rio Grande do Sul autorizou, nesta terça-feira, a abertura de um novo concurso público para professores da rede estadual. De acordo com a Secretaria Estadual da Educação (Seduc), serão disponibilizadas 1,5 mil vagas, distribuídas nas 30 Coordenadorias Regionais de Educação. A banca examinadora está selecionada, e o edital de abertura terá publicação ainda neste mês. O valor das inscrições é de R$ 110,00. A homologação do concurso acontecerá após as eleições e as nomeações para o ano de 2023. Fonte: Correio do Povo

Anvisa vai decidir liberação da Coronavac para crianças de 3 a 5 anos nesta quarta-feira

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) decide ainda hoje se libera a aplicação da vacina Coronavac, contra a Covid-19, para crianças de 3 a 5 anos de idade. A Coronavac, produzida pelo Instituto Butantan, já está aprovada para crianças e adolescentes de 6 a 17 anos no Brasil. Quando o uso da Coronavac foi autorizado para crianças acima de 6 anos, em janeiro, o Butantan pleiteava a liberação a partir dos 3 anos de idade. A Anvisa, no entanto, avaliou naquela época, que os dados apresentados pelo Butantan ainda eram insuficientes para liberar o uso em crianças mais novas. Fonte: correio do povo

Passeio do Trem dos Vales já comercializou mais de 80% dos 35 mil bilhetes previstos

Faltando menos de um mês para o início da quarta edição do Trem dos Vales, a procura por bilhetes segue intensa. O passeio já comercializou mais de 80% dos 35 mil bilhetes previstos para a edição deste ano, que inicia no dia 6 de agosto e contemplará 60 passeios (nos meses de agosto, setembro e outubro). O trajeto do Trem dos Vales percorre 46 quilômetros pela Ferrovia do Trigo e é realizado com uma locomotiva a diesel e 12 vagões. Nesta edição serão três meses de passeios e duas opções de horários: uma com saída de Guaporé, às 9h, e a outra de Muçum, às 14h. O valor do passeio por pessoa será de R$ 148,00 e os bilhetes estão à venda no site www.tremdosvales.com.br ou pelo telefone/WhatsApp (47) 3307-9977.

Teutônia anuncia contratação de novos médicos

A Administração Municipal de Teutônia, através da Secretaria de Saúde, anunciou a contratação de novos médicos pediatras e clínicos gerais a fim de completar a carga horária necessária no atendimento da rede municipal de saúde pública. O prefeito Celso Aloísio Forneck desejou boas-vindas a todos os profissionais e destacou a importância de ter a carga horária de atendimento completa.

Distância entre o que o produtor recebe e aquilo que o consumidor paga pelo leite, precisa ser encurtada, afirma presidente da Fetag-RS

Alto custo de produção, preço baixo pago ao produtor e falta de política pública para permanecer na atividade preocupam aqueles que integram a cadeia leiteira. Esses fatores fazem com que os preços nas prateleiras do mercado vão às alturas e forçam os consumidores a reverem seus hábitos em tempos de inflação em dois dígitos. Em entrevista à Rádio Independente, o presidente da Federação dos Trabalhadores na Agricultura no Rio Grande do Sul (Fetag-RS), Carlos Joel da Silva, analisou este cenário. Com o alto valor do leite, o estado já perdeu cerca de 20 mil produtores avalia o presidente da Fetag. O presidente da Fetag-RS também entende que neste cenário a especulação aumenta. O produtor já estava recebendo abaixo do custo que ele tem, por volta de R$ 1,10 por litro. No entanto, recentemente, essa distância entre o que o produtor recebe e, o consumidor paga, aumentou. Para o presidente da Fetag, a gordura que tem entre o que o produtor está recebendo e o que o consumidor está pagando. está grande, e pode e precisa ser encurtada.

Produção e apresentação: Marcelo Cardoso
Próxima edição: hoje, às 18h

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor, coloque o seu nome aqui